Britney Spears alfineta irmã após lançamento de livro: 'Quer lucrar às minhas custas'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Britney Spears credit:Bang Showbiz
Britney Spears credit:Bang Showbiz

Britney Spears acusou Jamie Lynn Spears de tentar se promover e vender livros às suas custas.

Após assistir à polêmica entrevista de sua irmã caçula para divulgar seu memoir, 'Things I Should Have Said' [Coisas que eu Deveria ter Falado, em tradução livre], Britney decidiu se manifestar nas redes sociais.

Em seu Twitter, a eterna Princesinha do Pop relatou que viu o bate-papo enquanto estava doente e com febre, logo, não teve forças para reagir às declarações da irmã.

"Olhei para o meu celular e vi que minha irmã concedeu uma entrevista para divulgar o livro dela... Eu assisti enquanto estava com uma febre de 40 graus, o que, na verdade, acabou sendo positivo, porque eu precisei ceder e não me importar (...)", afirmou Britney.

Posteriormente, a beldade admitiu que algumas falas de Jamie a incomodaram. "Ela falou que eu meu comportamento estava errático e fora de controle. Ela não esteve ao meu lado nos últimos 15 anos... então por que razão ela estaria falando isso se não quisesse vender um livro às minhas custas?", disparou a artista.

Ainda em suas mensagens, Britney acusou sua família de sempre tentar arruinar seus sonhos.

"Minha família arruinou um bilhão por cento dos meus sonhos e tenta fazer com que eu pareça louca mesmo enquanto estou ardendo em febre e sem conseguir sair da cama. Minha família ama me colocar para baixo e me magoar, sinto nojo deles", escreveu.

O livro será lançado no próximo dia 18, apenas alguns meses depois de Britney ter sido liberada da tutela de seu pai, Jamie Spears, em meio a uma amarga batalha na Justiça.

Na entrevista para promover a autobiografia, Jamie Lynn descartou as acusações de que teria sido omissa quando a irmã sofreu a interdição judicial e perdeu a autonomia. "Isso começou quando eu tinha 17 anos e estava prestes a ter um bebê. Estava focada na minha vida. Não tive nenhuma ligação com a tutela", justificou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos