Britânica Grace Wales Bonner abre desfiles da Semana de Moda de Paris

A estilista britânica Grace Wales Bonner abriu, nesta terça-feira (17), os desfiles masculinos da Semana de Moda de Paris, com uma homenagem à mistura de estilos e à liberdade de vida e de tons da capital francesa.

Aos 31 anos, Grace desponta como um dos nomes mais cotados para assumir o cada vez mais importante portfólio de moda masculina da grife de luxo francesa Louis Vuitton, que desde o fim de 2021, não consegue encontrar um substituto para seu astro, Virgil Abloh, que morreu de câncer.

De herança jamaicana, Grace apela às suas raízes negras, mas também à história colonial, com uma atitude lúdica e um visual colorido.

Para a temporada outono/inverno 2023, a estilista propôs ternos de seda de corte clássico, casacos de lã tweed e calças de veludo. O objetivo foi relembrar a elegância com que passearam por Paris ícones da cultura negra, como o escritor americano James Baldwin nas décadas de 1950 e 1960 e a estrela do cabaré Josephine Baker. Ambos fizeram de Paris sua casa, fugindo do racismo em seu país natal.

"O que me pareceu mais interessante nesses artistas internacionais foi o que Paris representou para eles em termos de liberdade de expressão", declarou a estilista após o desfile.

Grace colaborou com marcas como Adidas para equipar o time de futebol jamaicano, e diz que se sente confortável desenhando para homens. "Entrei na moda masculina porque achei que havia muito mais espaço para me expressar. Tenho a sensação de que ela não está superdesenvolvida", explicou à AFP.

A edição masculina da Semana de Moda de Paris terá mais de 40 desfiles neste ano, confirmando que a indústria iniciou um novo ciclo e que as vendas o acompanham.

er/jz/js;lb/mvv