Breaking Bad: Bryan Cranston relembra sufoco que passou no fim das gravações da série

Exibida pela AMC entre 2008 e 2013, Breaking Bad se tornou uma das séries mais reverenciadas de todos os tempos. A trama criada por Vince Gilligan acompanha Walter White (Bryan Cranston), um professor de química do ensino médio que, após descobrir um câncer terminal, resolve produzir e vender metanfetamina para garantir o futuro de sua família. Foram cinco temporadas e 62 episódios, levando a um desfecho amplamente elogiado pelo público e pela crítica. Mas esse final apoteótico quase foi comprometido devido a um sufoco pelo qual Cranston passou.

Recentemente convidado ao The Late Late Show with James Corden, o ator de 66 anos relembrou a tensão em que se encontrou depois que os roteiros dos dois últimos episódios foram roubados dele. O caso aconteceu em 2013, quando Cranston saiu para uma caminhada e deixou os documentos dentro de seu automóvel. Ao retornar, eles haviam sumido.

"Eu dirigi até o topo das montanhas Sandia, em Albuquerque. Então decidi andar por aí, dar uma volta. Quando regressei, alguém havia arrombado meu carro. E dentro estava minha pasta com os dois últimos scripts de Breaking Bad", contou o astro.

"Desci o morro, fui até o posto de gasolina e perguntei onde ficava a delegacia mais próxima", continuou Cranston. "Chegando lá, estava fechada. Disseram-me: 'Se for uma emergência, ligue para o 911. Se não for uma emergência, ligue para este número.' Eu liguei para o segundo número e deixei meu nome."

Ele só não imaginava que, na sequência, um frenesi midiático se formaria, incluindo rumores de que não teria lidado adequadamente com a situação. "De alguma forma, isso vazou", recordou o intérprete de Walter White. "No dia seguinte, no Good Morning America, anunciaram: 'Bryan Cranston teve seus roteiros roubados e ligou para o 911. Temos a gravação!'"

"E então, como de costume nas redes sociais, recebi muitos ataques. 'Por que ele iria bloquear a linha 911? Alguém pode realmente precisar!', as pessoas diziam. Houve um boato [sobre o roteiro], e Vince Gilligan teve que mudar muitas coisas porque ele não queria que [o final] vazasse", revelou Cranston.

Felizmente, o ocorrido não afetou a conclusão de Breaking Bad. Por seu último ano, o seriado ganhou o Emmy, o Critics Choice Awards e o Globo de Ouro. Já Cranston faturou a estatueta de Melhor Ator no Emmy, Globo de Ouro e SAG Awards de 2014.

Todas as temporadas de Breaking Bad estão disponíveis no catálogo da Netflix.

Leia o artigo em AdoroCinema

Dark, Fleabag, Breaking Bad, Mad Men: o que faz uma série ter um final perfeito? Sexta Série discute

Criador de Breaking Bad ainda lamenta erros: "Gostaria de ter feito isso direito"

Better Call Saul encontra Breaking Bad com o retorno de Bryan Cranston e Aaron Paul; veja como foi

Breaking Bad: Homenagem aos personagens da série é detonada por políticos dos EUA

Breaking Bad: Morte chocante de Jane seria ainda mais sombria, mas roteiristas fizeram criador mudar de ideia