Ex-atletas do UFC tentam vaga em torneio sem limite de peso por 100 mil dólares

Fábio Maldonado luta sábado no Japão, mas quer chance (Valery Sharifulin\TASS via Getty Images)

A chance de conquistar um cheque de 100 mil dólares com duas vitórias na mesma noite parece ter atraído a atenção de diversos lutadores de MMA ao redor do mundo.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Brave CF, organização de MMA do Oriente Médio, abriu inscrições para atletas interessados em competir em um torneio sem limite de peso a ser realizado no dia 15 de novembro no Bahrain. E, segundo apurou o blog, ex-lutadores do UFC e Bellator colocaram seus nomes em disputa.

Leia mais sobre MMA e outras lutas no Yahoo Esportes

Cole Miller, peso-pena (66kg) que lutou no octógono do UFC por quase uma década, não se intimidou com a possibilidade de enfrentar atletas bem maiores como, por exemplo, os brasileiros Fábio Maldonado (peso pesado, até 120kg) e Guto Inocente (meio pesado, até 93kg), também inscritos.

Maldonado, aliás, tem luta marcada com Jiri Prochazka no Rizin 19 em Osaka, Japão, na madrugada de sábado. Porém, como ele assinou apenas contrato de uma luta com a organização japonesa, isso não o impediria de fazer parte do torneio.

Ex-campeão sul-americano do Shooto na divisão até 93kg e primeiro brasileiro a medir forças com Jon Jones no MMA, Carlos Eduardo “Cachorrão” também se candidatou a uma das vagas. André “Chatuba" Santos, que já lutou na categoria meio médio (77kg) do Bellator, está no páreo.

O valor da premiação é tão tentador que até mesmo atletas atualmente sob contrato com organizações norte-americanas como PFL e CFFC colocaram seus nomes no bolo junto a mais de 150 lutadores, apurou o blog.

O prazo de inscrição se encerrou na quinta-feira, e 10 nomes serão escolhidos por um comitê do Brave. Desta lista, a ser anunciada oficialmente no dia 13 de outubro, quatro serão sorteados para fazer parte o torneio. As semifinais serão compostas de dois rounds de cinco minutos, enquanto a final terá três rounds.

Além do cheque de 100 mil dólares, o campeão posará com um cinturão feito com 6.2kg de ouro. Quem vencer a final, porém, não levará o objeto para casa. Inspirados na taça Jules Rimet, o lutador que for capaz de vencer o mesmo torneio três vezes será o dono definitivo do cinturão.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter