Brasileiro que viralizou em aeroporto de Lisboa assina com empresário

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Não deu outra. O humorista pernambucano Abdiás Melo, 43, está capitalizando a súbita fama conquistada no último fim de semana, quando ele viralizou ao conceder uma entrevista "sincerona" à TV portuguesa em meio ao caos aéreo na Europa. Melo surgiu para o mundo após uma breve conversa com a repórter da RTP Ines Subtil.

Sem saber que se tratava de uma transmissão ao vivo, ele disse, sem a menor cerimônia, que estava fedendo e usando a mesma cueca há seis dias. Abdiás também discorreu escatologicamente sobre o funcionamento de seu intestino. "Eu só consigo fazer cocô em casa. Tô preso, sem fazer cocô", reclamou.

Constrangida, a repórter encerrou a entrevista agradecendo sua participação. "É uma imagem muito gráfica da situação deste passageiro, mas é um relato que se estende", disse. Fora das câmeras, ela deu uma bronca em Melo -ele garante que depois ficaram amigos. O humorista credita boa parte da franqueza desconcertante de sua entrevista à raiva que sentia da companhia aérea no momento em que foi abordado pela jornalista. "Eu falei a verdade, estava com ódio da empresa".

Melo já fazia sucesso nas redes sociais com vídeos de humor assistidos pelos seus quase 2 milhões de seguidores no Instagram e no TikTok antes mesmo de viralizar em terras lusitanas. Ele também empresaria outro humorista, Ni Do Badoque, alvo de suas trolagens nas redes, que chegaram a fazer sucesso nos Estados Unidos após um programa de humor americano exibir as pegadinhas na televisão.

O humorista conseguiu finalmente embarcar de volta para o Brasil no domingo (3), e no dia seguinte começou a receber propostas de trabalho. Foi aí que decidiu fechar contrato com um empresário, para que passasse a gerenciar sua carreira. "Meu sonho é fazer um filme de comédia", diz o ator, que há três meses acrescentou o acento agudo ao seu nome de batismo, por sugestão de um numerólogo. "Deu certo", comemora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos