Maria Fernanda Cândido, Bruna Marquezine e outras brasileiras no cinema internacional

·3 min de leitura

Bruna Marquezine foi pega de surpresa e caiu no choro ao receber uma vídeo chamada do produtor John Rickard avisando que ela será a protagonista do novo filme da DC, “Besouro Azul”, na última semana. A informação também foi confirmada pelo site americano especializado The Wrap.

A produção vai marcar a estreia da atriz brasileira no cinema internacional. Ainda emocionada, Bruna contou que recebeu o carinho de um funcionário do hotel onde estava hospedada e agradeceu a torcida por sua jornada em Hollywood.

“Fui pedir creme de espargos no room service, quem me atendeu foi o Alexandre, no final da ligação ele me deu parabéns pelo filme. Quero agradecer a todo o carinho, a toda a torcida. Eu fiz a Salete, uma vida toda chorando na televisão, quis gravar esse vídeo ainda emocionada. Estou sem palavras com o carinho que estou recebendo, quero que saibam o quanto estou grata e estou aproveitando cada segundo desse momento. Espero do fundo do coração dar orgulho para todas as pessoas que estão torcendo por mim” disse ela.

Assim como Bruna, relembre outras atrizes que já levaram o nome do Brasil para o cinema internacional

Maria Fernanda Cândido

A atriz deixou os fãs brasileiros eufóricos ao ser confirmada no longa "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore", que tem estreia prevista para 14 de abril nos cinemas brasileiros. Na franquia, que expande o universo de Harry Potter, a atriz vai interpretar a bruxa brasileira Vicência Santos. Em recente entrevista, a atriz contou que recebeu uma ligação do diretor David Yates com convite. “Sou movida por bons projetos. Quando pisei no set, senti um privilégio enorme", disse ela.

Gisele Bündchen

A top internacional marcou os fãs brasileiros ao participar do icônico “O Diabo Veste Prada” (2006), protagonizado por Anne Hathaway e Meryl Streep. Na produção, Gisele interpreta Serena, uma assistente da revista fictícia Runway. Em entrevista à EW em 2021, a modelo contou que fez uma única exigência para participar do longa. "Eu disse que estaria nele [o filme], mas não queria interpretar uma modelo". O pedido foi feito pessoalmente à roteirista do filme, Aline Brosh McKenna. Gisele já tinha participado de outro longa, “Taxi” (2004), protagonizado por Queen Latifah.

Alice Braga

A brasileira Alice Braga coleciona sucessos no cinema internacional. Sua estreia em Hollywood aconteceu em 2007, quando protagonizou o filme pós-apocalíptico “Eu Sou a Lenda”, ao lado de Will Smith, e dirigido por Francis Lawrence. Em seu currículo internacional ainda estão os longas “Ensaio Sobre Cegueira” (2008), "Elysium" (2013), "A Cabana" (2017) e "O Esquadrão Suicida" (2021).

Morena Baccarin

A atriz, que se mudou para os Estados Unidos aos sete anos de idade, trilhou um caminho de sucesso na atuação internacional. Formada pela Juilliard School, de Nova York, onde estudou com a atriz Claire Danes, com quem posteriormente contracenou na série "Homeland", Morena tem se destacado na carreira como atriz. No cinema, ela deu vida a personagem Vanessa Carlysle em “Deadpool” em 2016. Dois anos depois, ela retornou para a continuação do longa do super herói da Marvel.

Débora Nascimento

A atriz brasileira também fez sua estreia no cinema hollywoodiano ao viver a personagem Martina em "O Incrível Hulk" (2008), com Edward Norton no papel principal. "Tinha que fazer uma cena e, depois, houve uma entrevista em inglês. Pensei que seria incrível se eles achassem que eu pudesse fazer qualquer coisa naquele filme, mas nunca achei que conseguiria o papel. Quando soube da notícia foi a maior choradeira”, disse em entrevista na época.

Giselle Itié

Giselle Itié chamou a atenção do público brasileiro ao contracenar com Sylvester Stallone no filme "Mercenários" (2010). No longa, ela viveu a personagem Sandra Garza, uma mulher que lutava contra a ditadura e pobreza que dominam o seu país. “Me ligaram falando que o Stallone queria fazer testes com atrizes e perguntaram se eu queria. Achei que era brincadeira, mas fui”, relembrou durante uma entrevista a Fábio Porchat.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos