Brasil tem tanto talento que quase sentimos pena dos adversários, diz Casemiro

Casemiro durante partida da seleção brasileira contra a Sérvia pela Copa do Mundo do Catar

DOHA (Reuters) — O Brasil enfrentará a Suíça na Copa do Mundo na segunda-feira sem sua estrela Neymar, afastado por causa de uma lesão no tornozelo sofrida na vitória de 2 x 0 contra a Sérvia na quinta-feira, mas o volante Casemiro acha que a seleção brasileira tem uma grande quantidade de jovens talentos para substituí-lo.

Leia também:

"Podemos ficar falando dias e dias da qualidade do Neymar, o jogador que ele é e a importância do Neymar. É inevitável, temos que ser sinceros nisso, é o grande jogador nosso, é o craque do time, é o cara que faz a diferença", disse Casemiro em uma coletiva de imprensa neste sábado.

"Porém, temos outros jogadores que estão correspondendo à altura. Tem Vini, tem Raphinha, tem Richarlison, tem (Gabriel) Jesus", acrescentou.

"Nós lá atrás até brincamos, às vezes dá até pena do adversário. Você está com o Raphinha, tira o Raphinha põe Anthony, sai Richarlison entra Jesus, Martinelli, Rodrygo."

"O leque de opções é bem grande, isso é bom para nós, é importante para nós. Mas temos que ser realistas e não podemos deixar de falar que o Neymar é o nosso grande craque hoje", acrescentou.

Rodrygo será o substituto de Neymar?

O Brasil, um dos favoritos para o título da Copa do Mundo do Catar, treinou com portas fechadas no Estádio Al Arabi antes de seu segundo jogo do Grupo G contra a Suíça.

O prodígio do Real Madrid Rodrygo seria a primeira opção para o lugar de Neymar se o técnico Tite decidir usar o mesmo sistema com quatro homens na frente ao lado de Vinícius Jr., Richarlison e Raphinha.

O versátil atacante de 21 anos jogou na posição de Neymar em três jogos-treino do Brasil em Turim, na semana anterior à Copa do Mundo.

Casemiro não deu nenhuma pista sobre a escalação da equipe para o duelo com a Suíça, mas falou sobre seu ex-companheiro no Real Madrid.

"Rodrygo sempre foi um cara que iluminou meus olhos quando joga, quando toca na bola, é sempre um prazer vê-lo jogando, é um jogador que pode chamar de craque", disse.

"São poucos jogadores que têm o dom que Deus deu de jogar futebol, são poucos jogadores como o Rodrygo no mundo, que quando toca sempre faz alguma coisa bonita e é bonito de assistir. Quem gosta de futebol gosta de assistir o Rodrygo jogar."

Quem será o lateral-direito do Brasil?

O Brasil também estará sem o lateral-direito Danilo, que também sofreu uma lesão no tornozelo contra os sérvios.

Seu substituto é o maior ponto de interrogação para a partida de segunda-feira, já que o veterano Daniel Alves, de 39 anos, é o único lateral-direito de ofício disponível, mas o ex-jogador do Barcelona jogou sua última partida pelo time mexicano UNAM Pumas em setembro e sofreu uma lesão no joelho que o tem incomodado desde então.

Tite testou o zagueiro do Real Madrid Eder Militão como lateral no amistoso contra Gana, e ele pode ser uma opção.

"Se o Daniel Alves está aqui, tem totais condições, e nós confiamos nele", disse Casemiro.

"Mas quem vai jogar é decisão do treinador. Surpreso (com eventual escalação de Militão), diria que não, porque o Militão já correspondeu em jogos e dá para contar com ele ali também. Mas essa decisão quem toma é o treinador."