Brasil sobe uma posição e fica em 71º em ranking de países mais competitivos

Foto: Getty

O Brasil avançou uma posição e ficou em 71º no relatório de Competitividade Global do Fórum Econômico Mundial (WEF), conhecido como o ranking dos países mais competitivos do mundo.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

O WEF, organizador do Fórum Econômico Mundial de Davos, publica um relatório anual de competitividade desde 1979, no qual avalia as economias mais preparadas para aumentar sua produtividade.

Leia também

O Brasil, que no ano passado ficou na 72ª posição, registrou avanços em infraestrutura, dinamismo de negócios e mercado de trabalho, segundo Carlos da Costa, secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, ao UOL.

Segundo Costa, o avanço no ranking ainda não é consequência do trabalho do atual governo, mas diz que a meta é chegar à 50ª posição até 2022.

“Não estamos vendendo sonho. Mas isso é factível. Fomos no detalhe com ações e diagnósticos”, declarou o secretário.

Os Estados Unidos caíram para o segundo lugar, ficando atrás de Singapura, no ranking. Em terceiro lugar ficou Hong Kong. Na América Latina, Chile (33ª), México (48ª), Uruguai (54ª), Colômbia (57ª), Costa Rica (62ª), Peru (65ª) e Panamá (66ª) ainda superam o Brasil.

O WEF analisa competitividade de 140 economias usando 98 indicadores divididos em 12 grupos, que incluem as instituições, as infraestruturas, a estabilidade macroeconômica ou a capacidade de inovação.

*Com informações da AFP