Coronavírus: OMS decreta emergência global de saúde; Brasil tem 9 casos suspeitos

Foto: AP Photo/Kin Cheung

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou nesta quinta-feira (30) emergência de saúde pública de interesse internacional por conta do surto de coronavírus, que já deixou 170 mortos na China e mais de 8 mil infectados.

Há uma semana, pesquisadores afirmaram que “não era hora” de classificar o coronavírus como emergência global. Agora, a OMS decidiu que a conjuntura do surto do coronavírus tanto na China como no resto do mundo justifica uma retificação.

Leia também

Essa é apenas a sexta vez na historia que a entidade aciona o dispositivo desde a criação do mecanismo, em 2005: H1N1/Gripe Suína (2009), Poliomelite (2014), Ebola na África Ocidental (2014), Zika (2016), Ebola no Congo (2019).

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral OMS, ressaltou que a medida não é um sinal de desconfiança em relação à capacidade da China de contar a crise, mas uma medida à disseminação do coronavírus em outros países.

Ele ainda agradeceu os esforços dos profissionais das redes de saúde da China, que têm 24 trabalho “24 horas por dia e sete dias por semana”. Ele ainda pediu que as fake news sobre a crise sejam combatidas para evitar a desinformação.

Dados do Coronavírus no Brasil

O Brasil segue com nove casos suspeitos e 43 notificações de coronavírus. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (30) em coletiva de imprensa do Ministério da Saúde. Os dados são referentes ao período de 18 a 30 de janeiro de 2020.

Wanderson de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde, informa que o número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil segue o mesmo. Alguns casos desta quarta-feira (29) foram descartados, mas houve novas inclusões.

Os estados com os suspeitos são os seguintes: MG (1), RJ (1), SP (3), RS (2), PR (1), CE (1).

Raio-x no Brasil

- 9 casos suspeitos

- 43 notificações

- 0 confirmado

- 6 descartados (chegaram a ser uma suspeita, mas a investigação descartou o vírus)

- 28 excluídos (não apresentaram os requisitos para serem enquadrados como suspeita)