"Brancos e ricos podem tudo": famosos se revoltam com atos golpistas no DF

Gil do Vigor, Emicida, Maria Padilha, Luciano Huck e mais famosos se manifestaram contra os atos terroristas em Brasília

Luciano Huck e Gil do Vigor (Daniel Delmiro/Andy Santana/AgNews)
Luciano Huck e Gil do Vigor (Daniel Delmiro/Andy Santana/AgNews)

Resumo da notícia:

  • Apoiadores de Jair Bolsonaro invadiram e destruíram o Congresso, Planalto e STF

  • A repercussão dos atos golpistas é internacional

  • Famosos demonstram indignação com polícia e golpistas

Além de Felipe Neto, Bruno Gagliasso e mais famosos, outras celebridades também se pronunciaram sobre os ataques golpistas realizados no último domingo (8), em Brasília, no Distrito Federal. A invasão aconteceu na Esplanada dos Ministérios e apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro ocuparam o Congresso, Planalto e STF.

A repercussão dos ataques anti-democráticos estão percorrendo todo o mundo e punições severas estão sendo cobradas. O apresentador Luciano Huck foi um dos famosos que não deixou de expor sua indignação. "O Brasil, nossa gente ordeira e nossas instituições democráticas merecem ser protegidos desses extremistas".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Anitta se pronunciou nesta segunda-feira (9). "O Estado Democrático de Direito deve ser defendido e não atacado."

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A atriz Maria Padilha compartilhou diversos vídeos e prints nos stories e feed do Instagram mostrando sua indignação com os ataques. "Inaceitável o que está acontecendo em Brasília. E, previsível, infelizmente. É preciso haver uma punição exemplar para esses terroristas, os organizadores disso e apurar a leniência do governo estadual de Brasília. O Brasil precisa de paz!"

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nos stories, a atriz Samara Felippo compartilhou uma publicação pedindo para que as pessoas printassem vídeos e fotos que mostram o rosto dos criminosos que invadiram os poderes.

"Quando os estudantes pacificamente protestavam, eram tratados como bandidos, mas os brancos e ricos, podem tudo, inclusive serem antidemocráticos e de fato criminosos. Mas como são brancos e ricos, TUDO BEM, vamos conversar, né? Uma vergonha!", publicou Gil do Vigor no Twitter.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Juliette, campeã do "BBB 21", também postou como ficou indignada com os ataques. "Uma cena mais triste e vergonhosa que a outra".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O cantor Emicida afirmou que se fosse professor pedindo condição digna de trabalho, as pessoas veriam truculência

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O humorista Fábio Porchat publicou: "Lembrando que se você pede a volta da ditadura você é um imbecil!"

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.