Brad Pitt tem pedido de revisão de processo que decide guarda dos filhos negado

·1 min de leitura
Angelina Jolie e Brad Pitt credit:Bang Showbiz
Angelina Jolie e Brad Pitt credit:Bang Showbiz

A Suprema Corte da Califórnia recusou o pedido de recurso aberto por Brad Pitt solicitando a revisão de uma decisão que afastou um juiz de sua batalha contra Angelina Jolie pela custódia de seus seis filhos.

A equipe jurídica do astro propôs uma objeção à recente suspeição do juiz particular John Ouderkirk do caso, o que, por conseguinte, anulou uma decisão que concedia a Brad a guarda compartilhada dos herdeiros.

Os advogados de Angelina pediram a remoção do magistrado do caso, porque acreditavam que ele estava sendo parcial em suas decisões.

Em seu pedido no início deste ano, Angelina acusou Ouderkirk de não conduzir um "julgamento justo" após o juiz descartar os depoimentos dos filhos da atriz no tribunal.

"O juiz Ouderkirk negou à Sra. Jolie um julgamento justo, excluindo, indevidamente, provas contundentes para a saúde, segurança e bem-estar das crianças; provas essenciais para este caso... Ele falhou em observar uma seção do código dos tribunais da Califórnia, que diz que vai de encontro ao interesse da criança se a guarda for concedida a uma pessoa com histórico de violência doméstica", dizia um trecho da petição dos advogados de Angelina.

O advogado da estrela, Robert Olson, saudou a decisão que manteve o juiz afastado do caso.

"A Sra. Jolie está focada em sua família e aliviada de saber que o bem-estar de seus filhos não estará nas mãos de comportamentos antiéticos. Conforme corroborado pelo tribunal da Califórnia, nosso judiciário prioriza a ética e os interesses das crianças, e não tolera conduta de juiz que visa favorecer os interesses de uma parte. A Sra. Jolie está feliz que sua família pode seguir em frente agora".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos