Brad Pitt compra castelo por R$ 213 mi e Matt Damon adquire mansão de R$ 45 mi; veja

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O universo imobiliário das celebridades está movimentado nesta semana. Dois grandes atores, Matt Damon, 51, e Brad Pitt, 58, fizeram compras milionárias de imóveis —incluindo até um castelo histórico em suas aquisições.

Damon comprou uma propriedade em Westchester, Nova York, nos EUA, no valor de US$ 8,5 milhões (cerca de R$ 45,4 milhões na cotação atual). O imóvel é uma mansão colonial, construída em meados de 2004, e conta com uma grande área verde, piscina de água salgada, lagoa com nascente, trilhas e até mesmo pontes de corda.

A casa tem 670 metros quadrados, com quatro quartos, cinco banheiros, um lavabo, além de terraços de pedra para todos os quartos, sendo que a suíte principal ainda abriga um spa privativo. Além disso, a casa tem academia, estufa, quadra de tênis e um celeiro antigo, segundo o site New York Post.

Já o galã Brad Pitt adquiriu um castelo pelo valor de US$ 40 milhões (cerca de R$ 213, 4 milhões). Intitulada Carmel House, a construção histórica fica na costa da Califórnia, também nos Estados Unidos. A propriedade foi construída há mais de um século pelo arquiteto Charles Greene, inspirada em Tintagel na Cornualha, Inglaterra.

A construção de 1918 já foi habitada pelo escritor Daniel Lewis James, que a herdou de seu pai Kansas DL James. Mais recentemente, o financista Chicago Joe Ritchie comprou o castelo, porém ele faleceu no início deste ano, deixando a propriedade sem dono.

Segundo o site norte-americano The Wall Street Journal, a casa não chegou nem a ser colocada a venda no mercado imobiliário, sendo negociada diretamente com a estrela de Hollywood.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos