Bonner defende repórteres após ataques homofóbicos: "A Globo repudia o preconceito"

William Bonner fez um pronunciamento em nome da TV Globo no Jornal Nacional desta quinta-feira (17) em relação aos ataques homofóbicos sofridos pelos repórteres Pedro Figueiredo e Erick Rianelli.

Os jornalistas foram vítimas de ataques de ódio após a exibição de uma declaração de 2020 de Erick, que se declarou para Pedro ao vivo em um especial do Dia dos Namorados.

Leia também:

"Meu amor, meu marido, eu te amo. Feliz Dia dos Namorados para a gente e todos os casais apaixonados que estão nos assistindo, que todo mundo tenha um Dia dos Namorados maravilhoso. Eu vou comemorar o meu em casa rapidinho, que amanhã tem plantão cedo. Agora, Pedro: vê se faz o jantar aí, me dá uma força, meu amor. Vou preparar uma surpresa ótima para ele", se declarou Erick.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Os repórteres sofreram ataques nas redes sociais, além de declarações criminosas de empresários de Brasília e do padre Antônio Muller. William Bonner garantiu que a Globo não compactua com os ataques, e defendeu os jornalistas ao vivo no Jornal Nacional.

"A TV Globo se solidariza com Erick Rianelli e com Pedro Figueiredo, reafirma seu compromisso com a diversidade e repudia veementemente toda forma de preconceito".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos