Bolzan admite quatro jogadores do Grêmio monitorados pelo futebol europeu

Éverton é um dos jogadores monitorados para transferências no Grêmio. Foto: Bruno Ulivieri/AGIF

O Grêmio também trabalha com seus orçamentos e dificuldades financeiras no momento da pandemia de coronavírus, paralisando o futebol mundial. A diretoria se planejou para o Grêmio estar superavitário até junho e muito bem postado até 2021, dependendo de algumas situações.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Uma delas pode ser a negociação de jogadores. O Grêmio tem quatro nomes, pelo menos, com chances de transferências para o exterior. O blog entrevistou o presidente Romildo Bolzan Jr., sobre esse e outros assuntos relacionados ao tricolor. Confira o bate-papo exclusivo com o mandatário gremista.

Leia também:

O Sr. vê alguma previsão para a volta do futebol no RS?

Eu observo os protocolos sanitários. Se for possível jogar antes, melhor assim. Acho que não será possível jogar com portões abertos. Me parece que com os protocolos, o futebol voltará mais cedo e sem público, com todas as providências do vestiário, para quem trabalha no jogo, dos que estão bem próximos aos jogadores, comissão técnica, segurança, todo aquele staff que trabalha no futebol. Eu gostaria que pudéssemos voltar dia 02 de maio, com todos os protocolos autorizados para recuperação física, aprimoramento técnico e lá por meados de maio, um pouco além, voltando com os regionais. Para mim, o calendário ideal seria esse, desde que seguro do ponto de vista de saúde pública. O Grêmio está comprando 300 testes do Coronavírus para quando recomeçar, seus atletas estejam tranquilos para esses protocolos.

O Grêmio recebeu muitas propostas pelo Éverton?

Éverton tem uma valor de mercado por conta do que ele é no futebol. Tranquilamente, é um dos maiores jogadores brasileiros em atividade, de Seleção Brasileira, sul-americano da melhor qualidade, portanto ele tem seu valor. Veja bem, talvez esse momento não seja o ideal para você olhar precificação por conta do que está acontecendo. Há um fato novo que é a variação cambial. Se tu tens uma expectativa do dinheiro que pode corresponder a tua necessidade, mas não contempla em dólar ou euros, a variação cambial em reais também pode valorizar uma situação dessa natureza. O Grêmio vai valorizar seus ativos, jogadores, como sempre fez pelos preços que são. Olho para a moeda em real, olho para o câmbio e para as possibilidades. Agora, se vierem com 20 milhões de euros pelo Éverton, não levam. O Everton da Inglaterra teve um contato pessoal do seu treinador(Ancelotti) com o Éverton, apenas isso. Do Milan, nunca recebi proposta, do Manchester City também não. O Grêmio só trabalha com propostas concretas.

Éverton, Matheus Henrique, Pepê e Jean Pyerre são verdadeiros “cheques em branco” para transferências?

São os jogadores mais monitorados pelo futebol europeu e outros continentes. Te diria também sobre o Kanneman, Caio Henrique e o Alisson. Temos jogadores da base que não surgiram ainda que também são monitorados e podem ser objetos, primeiro do ganho esportivo e depois do ganho de negócios porque isso faz parte do jogo. Tudo isso é normal.

O Sr. se irrita quando dizem que o Renato manda no Grêmio?

Não, ele pode ser o primeiro, desde que ele dê os resultados para o Grêmio. Estou pouco me lixando para questões de orgulho, vaidade. Se ele for o campeão, estou louco de vontade de bater palmas para todos nós, inclusive, para os jogadores. Vamos combinar, cada um na sua. Nós temos responsabilidades muito além do futebol no Grêmio. O Renato e os jogadores têm que jogar para ser campeões. Ali é o negócio do Grêmio, que tem que fazer time. Se ele ganhar campeonatos, pode ser o presidente, o chefe da torcida, pode ser o que quiser. A gente paga a conta e ele faz a festa com a gente, não tem problema nenhum.

O Grêmio tem a compra da Arena encaminhada?

Arena foi adquirida num negócio com o Olímpico, mas com a quebra da OAS deu um enorme problema e tivemos dificuldade de fazer o andamento. A OAS conseguiu sair da recuperação judicial. Esse assunto começou em 2013, desde o presidente Fábio Koff tentando fazer a compra antecipada da operação, não conseguiu e nós também não conseguimos, até o presente momento, embora tenhamos acertado todas as condições com a prefeitura, que é beneficiária das compensações, com a OAS com os financiamentos e as garantias disso. Nós não temos ainda um consenso com outras partes do processo. Eu te diria que eu era e continuo sendo um entusiasta porque isso nos antecipa a operação, nos dá outro fluxo de caixa e nos diminui, lá no final, cinco anos de desoneração deste compromisso, mas já estive muito mais otimista em relação a isso. Logo ali na frente, teremos mais dificuldades e o dia em que sentir que essas dificuldades e problemas estão intransponíveis, vou anunciar à torcida do Grêmio que não será mais possível seguir com esse negócio. A manchete correta é a avaliação do negócio pelo seu Conselho de Administração. A compra está em stand-by. (Até 2032, a OAS tem o controle da bilheteria e operação do estádio).

Bolzan assumiu o Grêmio em 2015 e reconduziu o clube aos títulos, com a Copa do Brasil, Libertadores da América, Recopa Sul-Americana e dois campeonatos gaúchos. Seu mandato vai até dezembro de 2022, depois de uma reeleição e uma aclamação por parte dos conselheiros.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.