Bolsonaro vai recorrer ao STF após Moraes indeferir ​investigação​ s​​obre inserções em rádios

Bolsonaro vai recorrer ao STF credit:Bang Showbiz
Bolsonaro vai recorrer ao STF credit:Bang Showbiz

Jair Bolsonaro (PL) afirmou que irá recorrer da decisão do presidente do TSE, Alexandre de Moraes, após o ministro rejeitar a denúncia feita pela equipe do presidente sobre inserções em rádios.

O Ministro das Comunicações Fábio Faria pediu a abertura de uma investigação sobre um suposto boicote às propagandas eleitorais do atual presidente, que supostamente não estariam sendo transmitidas pelas rádios.

"Da nossa parte iremos às últimas consequências, dentro das quatro linhas da Constituição, para fazer valer aquilo que a nossa auditoria constatou. Realmente, há um enorme desequilíbrio entre as inserções. Isso obviamente interfere na quantidade de votos no final da linha. Com toda certeza, o nosso jurídico deve entrar com recurso, já que foi para o STF", garantiuBolsonaro.

Em sua recusa, Alexandre de Moraes justificou que a equipe do atual chefe do Executivo não havia apresentado evidências para dar suporte às denúncias.

"Não restam dúvidas de que os autores - que deveriam ter realizado sua atribuição de fiscalizar as inserções de rádio e televisão de sua campanha - apontaram uma suposta fraude eleitoral às vésperas do segundo turno do pleito sem base documental crível, ausente, portanto, qualquer indício mínimo de prova", pontuou o ministro.

Nas redes sociais, a reação à decisão de Moraes foi mista.

O ex-presidente do partido Novo, João Amoedo, escreveu: "O TSE acaba de encerrar o processo sobre as inserções da campanha do presidente por ausência de provas. Mais um ataque de Bolsonaro ao processo eleitoral e consequentemente à democracia. Que o episódio ajude aos indecisos a entenderem que Bolsonaro é o mal maior a ser evitado".

Já Mário Frias lamentou o posicionamento do TSE: "Foram 5 mil páginas de provas, depoimento de servidor, denúncias de donos de rádios, e, ainda assim, Moraes NEGA pedido para investigar a falta de 154 mil inserções de rádios denunciada pela campanha do Presidente Bolsonaro. Simplesmente SURREAL! ".

O escritor Eduardo Moreira acusou Bolsonaro de usar dinheiro público em benefício de sua campanha: "O cara gasta 70 bilhões de dinheiro público pra comprar voto e ninguém fala que teve crime ou que vai alterar o resultado das eleições. Agora as alegadas inserções não veiculadas nas rádios de cidades pequenas do interior vão mudar o resultado final… Só trouxa acredita nisso".