Bolsonaro sobre propagação do coronavírus: 'Brasileiro pula no esgoto e nada acontece'

(Andressa Anholete / Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou no final da tarde desta quinta-feira (26) que o brasileiro “precisa ser estudado” por ser, segundo ele, capaz de pular “no esgoto” sem que nada aconteça. A frase foi dita ao comentar a propagação do novo coronavírus no Brasil.

"Eu acho que não vai chegar a esse ponto [a situação dos Estados Unidos]. Até porque o brasileiro tem que ser estudado. Ele não pega nada. Você vê o cara pulando em esgoto ali, sai, mergulha, tá certo? E não acontece nada com ele. Eu acho até que muita gente já foi infectada no Brasil, há poucas semanas ou meses, e ele já tem anticorpos que ajuda a não proliferar isso daí", afirmou.

Leia também

Mais cedo, o senador Flavio Bolsonaro, filho do presidente, também foi aos holofotes por uma declaração polêmica. O filho do presidente fez uma postagem irônica nas redes sociais. Uma imagem com um coração tem a frase: “Fiquem em casa, no final do mês a Rede Globo vai pagar suas contas”.

A justificativa da fala de Flavio e de Bolsonaro é que “a economia não pode parar”. O presidente defende que apenas pessoas idosas ou em grupos de risco mantenham a quarentena, o chamado “isolamento vertical”. No entanto, o recomendado pelos principais órgãos de saúde é que a quarentena seja geral.