Bolsonaro se irrita com vídeo em que Witzel chama Mourão de 'presidente'

No vídeo, Witzel é filmado por um assessor enquanto liga para Mourão e diz: "senhor presidente, boa tarde". (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) demonstrou irritação com o vídeo em que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ), liga para o vice-presidente Hamilton Mourão e o chama de "senhor presidente".

Em entrevista na Índia, onde está em seu último dia de visita oficial, Bolsonaro afirmou: "Pelas imagens, ele tá no seu carro e um assessor filma; aí ele liga para o presidente em exercício. Eu acho que não é usual alguém fazer isso; eu não gostaria que fizessem isso comigo, o que se trata por telefone, tem que ser reservado."

Leia também

Enquanto Bolsonaro está fora do país, em viagem à Índia, Mourão é o presidente em exercício. No vídeo compartilhado por Witzel em sua conta no Twitter, ele é filmado por um assessor enquanto liga para Mourão e diz: "senhor presidente, boa tarde" e fala sobre os problemas causados pelas chuvas em municípios do Rio e a necessidade de levar água para o local. 

Mourão diz estar ciente. "Vou pedir para o ministro Fernando (Fernando Azevedo, ministro da Defesa) intensificar isso aí", diz. "qualquer coisa a gente apoia mais alguma coisa aí no RJ, governador. Fica tranquilo".

Bolsonaro e Witzel, que é pré-candidato à Presidência, têm entrado em atrito nos últimos meses. No fim de novembro, Bolsonaro acusou Witzel de manipular as investigações do caso Marielle Franco e disse que a sua vida "virou um inferno" desde a eleição do seu ex-aliado. Ele afirmou, ainda, que o governador do Rio tem usado a Polícia Civil do estado para atingi-lo.

Em seu Twitter, ao compartilhar o vídeo, Witzel afirmou: "Solicitei ao presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, e ao Ministério da Defesa apoio para o envio de água potável às pessoas atingidas pelas chuvas no Norte/Noroeste do RJ. A ajuda do Governo Federal será fundamental para socorrer a população dessa região."

da FolhaPress