Bolsonaro pede anulação de votos de mais de 352 mil urnas de modelos antigos

Bolsonaro pede anulação de votos de mais de 352 mil urnas de modelos antigos credit:Bang Showbiz
Bolsonaro pede anulação de votos de mais de 352 mil urnas de modelos antigos credit:Bang Showbiz

O presidente Jair Bolsonaro entrou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (22) pedindo a anulação dos votos de todas as urnas eletrônicas fabricadas nos anos de 2009, 2010, 2011, 2013 e 2015.

De acordo com documentos processuais obtidos pela CNN, o pedido foi feito após uma auditoria conduzida por uma empresa contratada pelo partido do presidente, o PL, detectar supostas irregularidades nos modelos mais antigos das urnas.

"Todas as urnas dos modelos de fabricação UE2009, UE2010, UE2011, UE2013 e UE2015 apontaram um número idêntico de LOG, quando, na verdade, deveriam apresentar um número individualizado de identificação. Os modelos em questão somam 352.125 urnas. Nos arquivos que não contêm o código de identificação da urna eletrônica correto, é impossível correlacionar, univocamente, os dados ali registrados com os eventos realmente ocorridos no mundo fático, sejam eles votos ou intervenções humanas. A falta de uma adequada individualização dos documentos essenciais emitidos pelas urnas e as graves consequências daí decorrentes colocam em xeque, de forma objetiva, a transparência do próprio processo eleitoral", dizia um trecho do documento.