"Bolsonaro deveria se orgulhar de ser chamado de Bozo", diz ator que viveu palhaço

(Foto: Reprodução)

Os opositores do presidente Jair Bolsonaro, em seus círculos, costumam chamar o atual mandatário de “Bozo”, lembrando do palhaço que marcou época no Brasil nos anos 80.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

O caso é que um dos atores que viveu o personagem, Wabderley Tribeck, gravou um vídeo ao presidente. O próprio Bolsonaro republicou o material e escreveu na legenda: “Assista a mensagem do Bozo dirigida a Jair Messias Bolsonaro. Um exemplar profissional da alegria que encantou as crianças nos anos 80”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Na gravação, Tribeck defendeu o chefe do Executivo. Ele brincou e disse que Bolsonaro deveria se “orgulhar” da comparação feita entre eles e que a esquerda o elogia quando ele é chamado assim.

“Resolvi gravar esse vídeo por causa dessas coisas que estão acontecendo nesse carnaval e já há muito tempo, que as pessoas vêm chamando o presidente da República de palhaço Bozo. Eu sou o primeiro palhaço Bozo do Brasil, fiz todo aquele sucesso nos anos 80, conquistei cinco troféus imprensa, conquistei três discos de ouro e três de platina. Fui embaixador da Boa Vontade da Unesco nos EUA. O meu nome foi parar na calçada da fama, em Los Angeles, porque fui considerado o maior palhaço do mundo. Não foi o maior palhaço de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo. Não, foi o maior palhaço do mundo. Eu fui o maior palhaço do mundo. Portanto, a esquerda está elogiando o nosso presidente quando chamam ele de Bozo, porque o Bozo conquistou uma legião de amigos”, apontou.

Leia também

“As crianças que hoje têm seus 40, 45 anos, amaram o Bozo e continuam amando. Portanto, se o Bozo virou um ídolo da criançada, o Bozo fez bem para o país. O Bozo foi bom para as famílias. O  Bozo era a continuação do lar das pessoas, o Bozo não fazia nada de maldades. Portanto, Bolsonaro, tenha orgulho quando te chamam de Bozo, porque estão te chamando de uma pessoa boa” concluiu Tribeck que hoje atua como pastor.