“Sexualidade do brasileiro é ‘mixa’”, diz Fernanda Lima

y_entretenimento

O ano de 2013 foi bom para Fernanda Lima. O seu programa 'Amor & Sexo' teve boa audiência em sua sétima temporada e Fernanda foi escolhida, junto com o marido, Rodrigo Hilbert, para apresentar o sorteio das Chaves da Copa. Em 2014, será a loira quem vai apresentar o 'Bola de Ouro da Fifa', já em janeiro.

Leia mais:
Caetano e Gil receberão R$ 600 mil para cantar em Salvador
Contratação de Sabrina Sato gera polêmicas na Record
Como seria uma pelada de futebol disputada entre solteiros x casados?

À coluna da jornalista Mônica Bergamo, da 'Folha de S. Paulo', Fernanda falou sobre a polêmica sobre questões de racismo envolvendo sua escolha para os eventos da Fifa. "Eu tinha sido chamada há seis meses. O que sei é que a Globo apresentou um casting para a Fifa, que nos escolheu. Já havíamos feito a escolha do emblema do Brasil na África do Sul, em 2010. Mas é óbvio que há preconceito de cor no Brasil", segue. "Aliás, eu também já fui vítima de preconceito. Por ser modelo, por ser loira.", disse a apresentadora.

Fernanda Lima também falou sobre a dificuldade de escrever um programa sobre sexo voltado para a família e contou que a sexualidade do brasileiro, na prática 'mixa'. "A liberdade do corpo, a dança, o funk, afloram nossa sensualidade. Mas isso é aparência. Na cama, em si, é diferente. O sentir profundo está muito precário", explicou Fernanda.