O pão nosso de cada dia

Vamos Comer

Redação VAMOS COMER

 O Dia Mundial do Pão, celebrado no próximo dia 16 de outubro, reforça a importância de um dos alimentos mais antigos do mundo.

Ele é indispensável na mesa do café da manhã e fica gostoso com qualquer acompanhamento: manteiga, requeijão, frios ou queijos, e claro, com uma generosa xícara de café. Estamos falando do pão, uma receita com 12 mil anos de existência, nascida na Mesopotâmia juntamente com o cultivo do trigo.

De lá pra cá o pão evolui. No início era duro, achatado, seco e até amargo, após os egípcios descobrirem a fermentação natural, o pão ganhou forma, textura e sabor. Hoje, a fórmula simples (água + farinha + fermento + sal) espalhou-se pelo mundo e ganhou variações nas mãos dos profissionais de panificação.



Foto ABIMA

Receita de Pão Francês (criada por Felipe Abrahão)

Ingredientes:
1 quilo de farinha de trigo
40 gramas de fermento em barra
20 gramas de açúcar
20 gramas de margarina
20 gramas de sal
½ litro água aproximadamente

Modo de preparo:
1-Coloque na batedeira ou numa bacia, 100 gramas de farinha de trigo, o fermento e um pouquinho de água. Faça uma esponja e deixe descansar por 15 minutos.
2-Depois, misture todos os ingredientes e faça uma massa macia. Deixe descansar por mais 40 minutos.
3-Após o descanso, faça os modelos, coloque nas assadeiras untadas e espere novamente o crescimento até quase atingir o seu dobro.
4-Após tudo pronto, faça os cortes nos pãezinhos com uma faca, pulverize-os com água e leve para assar.

Temperatura: 200ºC
Tempo: 15 minutos
Rendimento: 28 pães


Foto: Fleischmann

Receita de Pão de alecrim com gergelim (criada pela Fleischmann)

Ingredientes:
1 tablete de Fermento Biológico Fresco Fleischmann (15 g)
½ colher (café) de açúcar
250 g de Farinha de Trigo Premium Fleischmann
1 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de azeite
1 colher (chá) de alecrim fresco picado

Modo de preparo:
1- Amasse o tablete de fermento com o açúcar e ½ xícara (chá) de água morna (120 ml) e reserve.       
2- Despeje a farinha de trigo em uma superfície lisa, limpa e bem seca, e faça uma cova no centro. Nela despeje o sal, o azeite, o fermento dissolvido e vá incorporando a farinha de trigo e o alecrim picado.        3- Amasse vigorosamente por 15 a 20 minutos. A massa deve ficar lisa, macia e sem grudar nas mãos. Se precisar acrescente uma ou duas colheres de sopa de farinha para ajustar o ponto da massa.       
4- Divida a massa em pedaços de cerca de 10 gramas e faça bolinhas com ele. Unte e enfarinhe forminhas de empadinha e coloque 3 bolinhas em cada apertando um pouco para que grudem. Deixe que cresçam até dobra de volume.       
5- Misture as gemas com 1/4 xícara (chá) de água, pincele essa mistura nos pãezinhos e polvilhe com o gergelim.       
6- Leve ao forno, previamente aquecido, com tempratura entre 240 e 270ºC e asse por cerca de 20 minutos ou até que estejam bem douradas. Retire do forno. 

Temperatura: 270ºC
Tempo: 20 minutos
Rendimento: 15 pães


Foto: ABIMA

Pães industrializados.

Segundo dados consultoria Kantar World Panel, divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias e Pão & Bolo Industrializados (ABIMA), somente durante os quatro primeiros meses de 2014 os pães industrializados foram consumidos em 57% dos lares brasileiros, com alta de 3,8 milhões de domicílios frente ao mesmo período de 2013. Os pães brancos seguiram na liderança de mercado e dominaram o ranking de consumo, com destaque para as versões de pães industrializados integral e com grãos tenham avançado 50% no quadrimestre, chegando a ainda mais lares.

Como escolher o pão mais indicado para a sua saúde?

Com tantas variedades de pão industrializado à disposição do consumidor, é importante conhecer as propriedades de cada ingrediente para identificar qual efeito determinado tipo de pão pode causar na sua alimentação. A consultora em nutrição da ABIMA, Alessandra Godoy, explica as diferenças e os benefícios de cada tipo:

Integral - Parte da massa é composta pela farinha integral que contribui para maior saciedade, ajuda na absorção da glicose, ou seja, auxilia no aumento do metabolismo, ajuda a prevenir e/ou tratar algumas doenças como a obesidade, diabetes e problemas intestinais. Pode ser acrescido de grãos que são ricos em fibras e gorduras boas.

Light - Redução de pelo menos 25% de um dos seus componentes, que podem ser calorias ou a quantidade de sal. Verifique na embalagem.

Preto - Elaborado a partir de uma mistura de farinhas integrais, por isso é uma boa fonte de fibra. Alguns pães podem conter mel na formulação. Se o objetivo é a perda de peso ou se você tem alguma restrição de açúcar, seu consumo deve ser orientado.

De centeio - O farelo do centeio é fonte de fibra insolúvel que colabora com o bom funcionamento do intestino e reduz o risco de câncer.

Com linhaça - Por ser fonte de ômega-3, traz benefícios anti-inflamatórios, antioxidantes e auxiliam no bom funcionamento do coração. Além disso, contém uma substância chamada lignana, semelhante ao hormônio estrógeno produzido pelas mulheres, e pode ajudar na prevenção do câncer de mama e também auxilia o bom funcionamento do intestino.

Com aveia - A substância beta-glucana encontrada neste tipo de pão ajuda a reduzir os níveis de colesterol e triglicérides no sangue e também colabora com o bom trabalho do intestino.

7, 9, 12 e 15 grãos - Possui grãos variados, de diferentes combinações. Importante ressaltar que o número de grãos não corresponde a um teor maior de fibras. Vale a pena consultar o rótulo dos produtos para verificar.


Foto: ABIMA

O pão é um dos alimentos que compõem o grupo de base da Pirâmide Alimentar Brasileira. É fonte de carboidratos, importante para gerar energia para todas as atividades do dia, além de ser prático e ter longa vida útil, o que favorece o preparo de lanches rápidos que combinam com a vida moderna”, explica a nutricionista Alessandra Godoy. Fique sempre atento ao rótulo e escolha os ingredientes que mais vão beneficiar seu organismo.

Fonte:
Benjamin Abrahão - Mundo dos pães
www.benjaminabrahao.com.br
ABIMA
www.abima.com.br
.