Mulheres que têm mais amigos homens transam mais, revela pesquisa

Danilo Barba
Sexo Oposto


A competição do esperma é uma teoria da psicologia evolucionária, que afirma que os homens foram feitos para buscar mais sexo. Ela prevê que os caras em geral acreditam que eles (e seus espermatozoides) têm que competir com outros homens e seus cromossomos para alcançar a concepção.

De acordo com Dr. David Ley, psicólogo e autor de Insatiable Wives e The Myth of Sex Addiction, a quantidade de atenção que uma mulher recebe de outros homens tem tudo a ver com o número de relações sexuais que ela terá com seu parceiro.

Você duvida? Pois os autores coletaram e analisaram informações de quase 400 homens heterossexuais envolvidos em relacionamentos monogâmicos antes de chegarem a essa conclusão. Além disso, o experimento acompanhou o comportamento de primatas (cujo genoma é quase 96% semelhante ao nosso). Confira a seguir o que os resultados mostraram:

A competição do esperma
Uma pesquisa recente revelou que primatas machos ficam com ciúmes quando suas parceiras chamam muito a atenção de outros machos. “Quando isso acontece, o parceiro fica mais propenso a ter bem mais sexo com a fêmea, num comportamento que se acredita ser uma expressão da competição do esperma”, escreveu Ley num artigo divulgado pela Psychology Today. É claro que em humanos a coisa é mais complexa, já que boa parte dos relacionamentos não envolvem sexo facilmente observável. Além do mais, no mundo de hoje, geralmente interagimos diariamente com muito mais pessoas, de ambos os sexos, do que os humanos interagiram durante nossa evolução.
Quanto mais amigos homens, mais sexo
Aquela história de que mulher que têm muitos amigos afasta pretendentes é balela, segundo a ciência. Os pesquisadores descobriram uma forte evidência de que, na verdade, quanto mais amigos e colegas de trabalho homens uma mulher têm, mais sexo ela terá com o parceiro. Mas sob uma condição: somente quando o homem acredita que ela é desejada por estes homens. Já quando amigos e colegas não fazem diferença, curiosamente, o parceiro tende a se sentir ameaçado — sejam relacionamentos profissionais ou sociais. E o psicólogo admite:“Dada a riqueza da evidência em relação a quantos relacionamentos sexuais começam no ambiente de trabalho, não podemos dizer que os parceiros estavam errados.”

Quanto maior a libido de uma mulher, mais amigos do sexo masculino ela terá
Não porque está transando com todos eles, mas porque mulheres com forte desejo sexual se dão melhor com outros homens e acabam agindo mais como eles. Outras mulheres são mais propensas a considerar mulheres com forte desejo sexual como “vagabundas”, enquanto os caras simplesmente as veem como divertidas, excitantes e parecidas eles.


Homens cuja parceira tem mais libido tem mais chances de se darem bem
Em reflexo ao interesse sexual dela. Por causa disso, estes caras tendem a ver suas parceiras como mais atraentes para outros homens, uma vez que conhecem o desejo de outros caras por mulheres de desejo mais intenso. Dessa forma, os parceiros de mulheres de alta libido são mais inclinados a se preocupar com infidelidade, ou o contrário, serem tentados a trair, em comparação a mulheres de baixa libido.

Mulheres com mais amigos homens são mais propensas a trair?
Provavelmente não, pelo menos não com base em uma única variável. Sexualidade é um comportamento complexo afetado por inúmeras variáveis que interagem entre si. Entretanto, a preocupação de que outros homens podem estar tentando se aproximar da parceira é um grande incômodo para muitos caras, que se preocupam quando um dos “amigos” está se aproximando demais. Mas segundo Dr. Ley, eles deveriam considerar o desconforto um elogio a si mesmos. Afinal de contas, se você tem sorte suficiente pra ter uma parceira que outros caras gostariam de ter por perto, “isso diz algo a respeito do valor de um homem”, conclui.

Leia também:
Academia da libido
Mentiras que elas inventam para não transar
Transar é… trabalhoso!
Gel promete recuperar a libido delas