Quanto mais sexo você faz, maior é seu salário, diz pesquisa

Carol Patrocínio

Mais um daqueles estudos divertidos para nos ajudar a encarar a semana séria pela frente: um pesquisador grego diz que quanto mais sexo as pessoas fazem, melhores são seus salários. E nada de pensar em qualidade, o professor fala de quantidade mesmo.

Não preciso nem dizer que a base científica dessa pesquisa é quase nula, né? Mas o cara conversou com 7,5 mil pessoas com idades entre 26 e 50 anos. É uma boa base, mas como essas pessoas responderam a uma pesquisa, apenas, não dá para ter tanta credibilidade.

Leia também:
Quanto menos inteligente, mais preconceituoso, diz estudo
Homens enxergam mulheres como objetos, diz estudo
Pesquisa comprova que mulheres não fazem sexo por amor

O professor da Arglia Ruskin University acredita que quem faz sexo, pelo menos, quatro vezes por semana recebe um salário maior do que quem não é tão ativo. A diferença de salário entre quem não faz sexo é de 5% com quem segue a regra das quatro vezes semanais e 3% com quem faz de vez em quando.

A teoria é que ao não ter vida sexual, as pessoas ficam mais solitárias, ansiosas e depressivas. Ele ainda fala sobre amor, o que mostra que ele se baseou, teoricamente, em relacionamentos estáveis. E comprova que a pesquisa é uma grande bagunça.

Sexo não é sinônimo de sucesso e optar por não ter uma vida sexual não quer dizer que você ficará sozinho e triste. Existem milhares de maneiras de levar a vida e só você sabe qual a melhor. Sobre o salário, basta você ser competente, focado e saber aproveitar as oportunidades.

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).