Prazer high tech: vibrador com pen-drive

Preliminares

Foi-se o tempo em que vibradores eram simples réplicas de um pênis, com suas características e tamanhos diversos. Hoje os vibradores são mais do que simplesmente aparelhos úteis. São bonitinhos e interessantes também. Sim, isso mesmo: bonitinhos.

A última onda dos aparelhos tinha jeito de toy art – aqueles brinquedos para adultos descolados – e podia ficar na prateleira da sala sem que ninguém jamais desconfiasse de sua verdadeira função. Essa galeria que o Yahoo fez em julho tem alguns modelos mega fofos.

Leia também:
Como escolher meu primeiro vibrador?
Zentai: muito mais do que sexo
Masturbação: uma prova de amor a você mesma

Também passamos pela onda dos vibradores ecologicamente corretos. Com formatos inspirados na natureza, eles são feitos de materiais que não agridem o meio ambiente e têm bateria que ajuda a diminuir a emissão de carbono. Bom para você e bom para o meio ambiente!

Mas uma empresa resolveu inovar ainda mais e criou um vibrador-pen drive – não consigo me livrar da infame vontade de chamá-lo de pênis-drive.

Vibrador com pen-drive

Os criadores dizem que a ideia inicial era que o aparelho pudesse ser carregado via USB, mas aí, já que ele seria ligado ao computador, por que não ter uma boa memória? Melhor ainda: eles resolveram que o aparelho tinha que ter um design moderno e inovador e inspiraram-se no iPhone para isso.

Mesmo se você não for do tipo que acha um iPhone sexy, deve reconhecer o avanço. O Duet, da Crave, é o único no mercado a armazenar dados e você ainda pode escolher entre 8 e 16 GB. Mas a empresa não para por aí, eles ainda querem inovar mais.

O próximo passo é lançar produtos com memória e capacidade wireless. Aí você se pergunta a utilidade do aparelho ser 'sem fio', né? A ideia é que o aparelho possa ser controlado à distância, levando as brincadeiras sexuais a um outro nível.

Que tal levar um desses para apimentar as brincadeiras a dois?

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio)..