Já sabotou sua felicidade hoje?

Carol Patrocínio
Preliminares

Se tem uma coisa que digo que todo mundo sente sem me preocupar em estar errada é medo. Todos temos medo. De coisas diferentes, claro, mas todos ficamos apreensivos frente ao desconhecido, a mudanças drásticas e a aquilo que foge do nosso controle.

E não há nada errado com isso. O medo é uma maneira do nosso cérebro nos manter longe de problemas, manter nossa vida em segurança, sem riscos. Mas nem sempre é assim que o encaramos, certo?

Leia também:
Antes só do que mal acompanhada? Entenda porque algumas mulheres insistem em relacionamentos infelizes
Ser feliz é uma questão de mãos dadas
Intimidade: o que é isso, afinal?

Algumas vezes usamos o medo como uma desculpa para colocar tudo a perder. Em relacionamentos, então, o medo pode ser seu maior inimigo. Ele o incentiva a jogar tudo para o alto e se esconder atrás de erros comuns, que você poderia evitar sem pensar duas vezes.

Mas por que fazemos isso? Porque se comprometer é assustador. Dividir sua vida, seus planos, sonhos e desejos com outra pessoa é aterrorizante. Pensar em um futuro desconhecido em que a única coisa certa é que aquele rosto estará acompanhando você dá um frio na barriga sem fim.

Só que frio na barriga pode ser uma coisa boa. Basta você olhar para ele como borboletas no estômago. É tudo uma questão de ponto de vista. E uma questão de escolha, afinal, só você pode virar para o caminho que quer.

Existem milhares de maneiras de sabotar sua felicidade, mas num relacionamento, nada mais eficaz do que olhar a grama do vizinho. Ela é mais verde, não há dúvidas. Mas tudo isso acontece porque não foi você quem colocou adubo, quem passou horas regando e cortando, tirando as ervas daninhas. Na verdade, ela só parece mais verde.

Não é simples começar ou manter uma vida a dois. E não importa se é um relacionamento mono ou poligamico, se é gay ou hétero, sempre é difícil e sempre requer força de vontade. É claro que não deve ser um sofrimento, mas manter-se de peito e coração abertos, mostrando quem você realmente é para outra pessoa não é nada fácil. Mas vale a pena.

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).