Tecnologia promete ajudar a curar a dor de amor

Notas Mulher

A dor de amor, que gera tristeza, sentimento de rejeição e dor no peito, não é apenas psicológica. Segundo especialistas, o aperto no peito é o organismo demonstrando que as emoções estão fora do controle e que algo está errado. Agora, este mal pode ter uma solução através de uma tecnologia de jogos lúdicos que medem e regulam o estado de coerência cardíaca, responsável pelo equilíbrio das emoções e o controle da ansiedade.

De acordo com Marco Fabio Coghi, diretor da NPT - Neuropsicotronics e especialista em biofeedback, quando há um excesso de estímulos emocionais, o córtex pré-frontal - área do cérebro responsável pelas emoções - deixa de agir sobre o sistema e passa a mandar para o corpo sinais que demonstram estado de descontrole, como aceleração dos batimentos cardíacos e eventualmente dor.

Leia também:
Sexo faz parte do segredo de beleza de Jessica Lowndes
Veja dicas para driblar a fome
Veja 10 alimentos que ajudam na hora de dormir

Esse impacto do coração partido é devastador principalmente em datas como o Dia dos Namorados, quando o país está cheio de casais apaixonados. Por isso, os exercícios de biofeedback podem ser uma alternativa para equilibrar o funcionamento de certas áreas do cérebro, levando a estabilização mental.

Conhecido como cardioEmotion, o equipamento desenvolvido pela NPT - Neuropsicotronics e incubada do Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia da Universidade de São Paulo reduz o stress e males associados, como ansiedade, depressão, pressão alta entre outras. Isso é feito por meio da coerência cardíaca, estado fisiológico em que o sistema nervoso autônomo alcança o equilíbrio.

O processo é feito com games controlados pela concentração, atenção focada, imaginação criativa e pela respiração coerente, que ajudam promover a variabilidade da frequência cardíaca. Ao jogar, a pessoa recebe notas de 0 a 10 conforme o desempenho alcançado. Quanto menor a nota, maior o estado de desequilíbrio do sistema nervoso autônomo.

“A resposta dos exercícios é imediata e vista em tempo real. Recomendamos práticas diárias de 20 minutos como ferramenta complementar-integrativa que vão ajudar o organismo a se reequilibrar após a desilusão amorosa, bem como reduzir o stress, insônia, ansiedade, e depressão”, explicou Coghi. "Com as emoções equilibradas, é muito mais fácil resistir àquela tentação de passar o dia inteiro comendo doces e guloseimas", finalizou.