Kelly Key retoma carreira de cantora e nega copiar Anitta: “Sempre fiz música pop”

Notas Celebridades

Kelly Key, 31, vai voltar a cantar e lançará o seu novo CD inédito depois de seis anos. Desta vez, a artista pretende apostar no público adulto, de acordo com o jornal "Extra".

Leia mais:
"Não nasci para cantar", dispara Kelly Key
"Fumei maconha e me fez muito mal", diz Serginho Groisman
MC Guimê afirma que é pegador: "Toda noite procuro uma mulher"

"Minha imagem ficou atrelada ao público infantil, porque esse público me abraçou. Mas sempre fiz música pop", afirma ela. Para esta nova fase na carreira, Kelly repaginou todo o trabalho e a sua própria imagem. "Estou com 31 anos. Tenho que me adaptar", lembra a loira, que fez sucesso há treze anos quando lançou o hit "Baba".

A artista nega que esteja tentando aproveitar o sucesso de Anitta, 21, Valesca Popozuda, 35. "Nunca disse que não queria mais cantar", dispara ela. Apesar dos investimentos, está consciente das dificuldades após tanto tempo afastada dos shows. "Sempre existiu público para consumir música pop. Agora, existem músicas que viram hits, e isso é imponderável. Então, eu não vou me encher de expectativas."

Para a nova fase, Kelly preferiu mudar os cuidados com o corpo. "O tempo passa e o quanto puder evitar plástica, eu vou evitar. Mudei a minha alimentação, o treinamento e agora só tenho 13% de massa gorda. Estou me sentindo muito melhor", afirma. A cantora é mãe de Suzana, 13, fruto do seu relacionamento com o cantor Latino, 41, e Jaime Victor, 9, filho que teve com o atual marido, o empresário Mico Freitas.

A carreira de cantora ficou em segundo plano após as tentativas de emplacar como apresentadora de televisão desde 2009. Kelly também foi jurada de duas temporadas do reality show "Ídolos Kids", da Record.