As lembrancinhas da maternidade

Patrícia Maldonado

Oi gente! Resolvi escrever esse post hoje pra falar de um erro meu que vocês não podem cometer: atrasar as encomendas para as coisinhas da maternidade! Meninas, isso pode dar uma dor de cabeça...

Quando estava grávida da Nina, eu deixei tudo pronto com sete meses de gravidez. Mas agora...a Maitê nasce a qualquer momento e eu não tinha nada pronto até a semana passada! Isso porque na segunda fui parar no hospital com contrações e três dedos de dilatação...imagina se nasce!!?

Parece bobagem, mas já pensou ir pra sala de parto sem ter encomendado uma lembrancinha pras visitas e o enfeite de porta? Mulher nenhuma gosta desses imprevistos. Bom, o fato é que me bateu o desespero depois disso!

Fui atrás das lembracinhas e quase ninguém aceitava encomenda tão em cima da hora. E o enfeite de porta, então? É um drama. Todos pedem um mês de prazo!

E aí? Bom, resolvi os meus casos assim: uma amiga, a Ingrid, dona da Dip em Dap (uma loja de coisas de bebê maravilhosa do Itaim, em São Paulo), se prontificou em fazer em uma semana o enfeite de porta (milagre!). Pra não atrapalhar, deixei a Ingrid (que entende tuuuudo do assunto) escolher como ia ser, só palpitei na cor: rosa clarinho e branco. Quando ela me entregar prometo colocar a foto aqui, para vocês verem!

No caso das lembrancinhas, consegui um outro anjo. A Renata, da Felicita Festa (ela personaliza t-u-d-o pra sua festa), fez umas caixinhas personalizadas, e dentro delas eu mesma coloquei pipocas banhadas no chocolate (huuuuummm).

As lembrancinhas: pipocas banhadas no chocolate

Consegui também com a Nina Veloso (que faz uma coisa mais gostosa que a outra) uns macarrons em formato de coração...e acho que está bom de lembrancinha, né?

Até porque eu acho que lembrancinha de maternidade é isso: uma coisinha gostosa para pessoa comer e pronto! Sou contra imãs de geladeira (quem, além dos avós vai gostar disso?), bonequinhos de pano (quem não tem filho faz o que com a lembrancinha?), coisas que a pessoa se sinta mal de jogar fora, sabe? No caso dos docinhos a pessoa come e pronto! Resolvida a questão. Agora é só aguardar tudo ser entregue e torcer pra Maitê não chegar antes das encomendas. E espero que meu susto sirva de lição pras mamães sossegadas como eu. Meninas: nada de deixar tudo pra última hora!

Beijos,
Pati

Patrícia Maldonado, 36 anos, é mãe de Nina (um ano e meio) e Maitê (em breve), além de filha, esposa, dona-de-casa e apresentadora de TV, atualmente na Band. Ufa! Apesar de parecer que a vida dela é um caos, no fim dá tudo certo.