Xuxa na Record: um grande acerto

Horário Nobre

Sucesso absoluto nos anos 1980 e1990, Xuxa amargou uma série de fracassos e perdeu prestígio ao longo dos anos2000. Da safra de apresentadoras loiras com programas para crianças, ela foi aúnica que nunca conseguiu se reinventar. Eliana foi a primeira a sedesvencilhar do público infantil e segue uma consistente carreira e briga deigual para igual com Faustão e Rodrigo Faro na guerra dos domingos. Angélica,após um período longe a frente do Video Game (quadro do Video Show),encontrou-se com o Estrelas. Já Xuxa não teve a mesma sorte. A loira insistiuem formatos infantis, como Xuxa No Mundo da Imaginação, e quando se arriscoucom atrações para família, como o TV Xuxa, não causou o barulho de antes. Xuxatornou-se um produto obsoleto e descartável que não conseguiu acompanhar aevolução.

A ida de Xuxa para Record pode sera sacudida que faltava para ela ter o brilho e a repercussão de outrora.Carisma e talento, Xuxa tem. Fãs fieis, também. Agora, ela precisa de uma boaequipe para ampará-la e desenvolver uma atração e quadros que tenham a cara daapresentadora. Xuxa não pode passar pelo que Sabrina Sato enfrentou em sua estreia na Record: apresentar formatos gringos engessados que não tem nada a ver com ela. Xuxa precisa de um programa popular, sem grandes amarras, em que possa improvisar e fazer o que ela faz de melhor: comunicar-se (seja com famosos, seja com anônimos). Xuxa tem agora a chance de mostrar que ainda pode oferecer muito ao telespectador, aos anunciantes e a qualquer emissora que a contrate.

Para Record, Xuxa pode ser a salvação que o canal tanto busca para as tardes, já que o Programa da Tarde, que está há dois anos no ar nunca foi um estouro de faturamento e audiência (perde frequentemente para reprises de novelas mexicanas no SBT). Caso seja confirmada a informação que Xuxa comandará uma atração vespertina, será a vez das outras emissoras saírem do atual estado de comodismo e se armarem para a guerra. Já passou da hora do SBT investir em programas originais à tarde e da Globo acabar com a Sessão da Tarde, que apesar de ser líder no horário não traz o faturamento que um programa ao vivo pode render.

No fim, a saída de Xuxa da Globo fará bem para todos: para ela, que precisava de uma segunda chance, para a Record, que necessita de um bom nome para uma atração vespertina, e até para Globo, que, além de pensar em mexer em sua programação, manda um recado indireto aos contratados da casa: acabou a era de profissionais com salários astronômicos que ficam sem trabalhar.