Geisy Arruda: ‘depilo o corpo todo porque gosto de roupa curta’

Ela protagonizou um episódio da vida real que fez o Brasil parar para discutir o direito à igualdade de gênero. Geisy Arruda, a então estudante paulista de 20 anos, tornou-se nacionalmente conhecida em 2009, após ser assediada coletivamente e expulsa da universidade onde cursava Turismo por ir à aula com seu vestido rosa-choque curto. Cinco anos depois, a loira que dividiu opiniões sobre a questão da luta da mulher contra o preconceito e a favor da liberdade, mostra que não mudou seus hábitos. “Gostou de usar roupa curta”, reforça. E para evitar ser fotografada em situação constrangedora, já que é reconhecida nos quatro cantos do país, ela investe na depilação total e revela que já tentou de tudo para acabar com os pelos encravados. “O laser foi a solução”. Em entrevista ao Yahoo!, Geisy conta como é simples manter a pele sempre hidratada e livre da foliculite.

Y! Você é adepta de quais métodos de depilação?
Já usei todas as técnicas de depilação possíveis: lâmina, cera quente e cremes depilatórios, até tentar o laser. Fiz dezenas de sessões, no corpo inteiro (área íntima, axilas e pernas), e o resultado foi excelente porque meus pelos têm pigmentação escura (o que facilita a eliminação do folículo quando este método é utilizado). Atualmente, sou adepta da cera quente para eliminar os poucos pelos que sobraram.

Y! O que a fez recorrer ao laser?
Tenho pelo em excesso no corpo inteiro e sempre sofri muito quando eles começavam a nascer, foi a depilação a laser que ajudou a acabar com os encravados. Por conta do processo recorrente de depilação (com lâmina e cera), minha pele ficava cheia de alergia e toda manchada. Apesar da dor, que aumentou gradativamente, a depilação a laser foi a solução. Realmente valeu. Agora, não sofro tanto com inflamações (a foliculite – inflamação no folículo capilar), porque reduziu muito a quantidade de pelos, e estou livre daquelas manchas escuras que marcam a pela quando o pelo encrava.

Y! Tem alguma dica para minimizar a dor na hora da depilação com cera?
Para evitar sentir muita dor, costumo fazer a depilação longe do período menstrual. Não vou ao salão 10 dias antes ou alguns dias depois porque fico mais sensível. Além disso, peço sempre à minha depiladora para usar talco antes de aplicar a cera, deixa a região seca e dói menos.

Y! Prefere a depilação íntima tradicional ou é mais ousada, apostando em desenhos artísticos?
Faço depilação total na área íntima, sempre fiz porque considero mais higiênico. Não gosto de pelo e não costumo fazer nada de diferente.

Y! Você utiliza alguma técnica especial para esfoliar e hidratar a pele?
Sou muito simples, não tenho frescura, faço esfoliação em casa mesmo, com produtos específicos, e uso a bucha de banho em movimentos circulares e leves para esfoliar. Também não uso nada de extraordinário para manter a pele lisinha, basta usar um bom hidratante. Nada demais. As perfumarias estão cheias de cremes ótimos e baratos.

Y! Por que a mulher deve investir na depilação?
É uma questão de vaidade. Eu, por exemplo, uso muito biquíni para fotografar. Gosto de usar roupa curta e preciso estar com a depilação sempre em dia. Mas também acho que não há uma regra, cada mulher tem sua preferência, muito baseada nas características. Quem tem muito pelo, como eu, melhor tentar o laser. Se a pessoa tem pouco, a cera ou a lâmina resolvem. A mulher tem de manter a higiene e a sensualidade (independentemente da técnica utilizada) e a depilação faz parte destes princípios.

Leia também:
‘Brazilian wax’, a técnica brasileira que conquistou as estrangeiras
Esfoliação na virilha ajuda a clarear a pele e evitar o pelo encravado
Ex-Fazenda Simone Sampaio revela segredos da depilação

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos