Beyoncé, telinha e palcos: as várias faces de Ícaro Silva

Ícaro Silva tem mostrado diversas habilidades na televisão (Foto: Divulgação)
Ícaro Silva tem mostrado diversas habilidades na televisão (Foto: Divulgação)

*Por Tainá Gonçalves

Ao longo dos últimos domingos, Ícaro Silva tem se mostrado um camaleão ao se transformar em diversos personagens icônicos da música brasileira e internacional, sejam eles homens ou até uma mulher. Durante o quadro Show dos Famosos, do “Domingão do Faustão”, o ator já emocionou a plateia como Bob Marley, com a música “Redemption Song”. No entanto, foi com a cantora Beyoncé e o hit “Crazy In Love” que o brasileiro chamou atenção do público.

“Como artista, tenho a função social de dar voz aos que precisam ser ouvidos. No cenário atual e partindo da minha experiência pessoal de ter sido criado, protegido e iluminado por uma mãe magnífica, sei o quão importante é dar voz à mulher preta, que tantas vezes é colocada à margem da sociedade. Sendo ela, Beyoncé, a mulher preta mais poderosa do mundo, não tive dúvidas na escolha”, revela em entrevista ao Yahoo Brasil.

Leia mais:
Para Carol Duarte, personagem trans combate o preconceito: ‘É incrível as pessoas apoiarem’
Em breve de volta à TV, Nuno Leal Maia também prepara peça de teatro

Além de ser visto ao vivo em rede nacional, o vídeo do número tem mais de 800 mil visualizações no Youtube e, apesar de ter se mantido confiante, a repercussão tão positiva foi uma surpresa para Ícaro. “O que mais me impressionou foi ver as plataformas mais populares entre os jovens e os formadores de opinião curtindo. É claro que tenho dimensão da audiência que o Faustão tem, mas não imaginei que tanta gente seria tocada por uma performance artística em um horário nobre”, conta ele, que não se preocupou com as críticas. “A grande conquista de um artista não é necessariamente agradar ao público, mas movê-lo de sua inércia, a ponto de criar uma nova realidade, que pode ser agradável ou não, mas que tenha o poder de modificar, porque mudar é fundamental e essencial para a vida.”

Ator fez muito sucesso com os telespectadores ao interpretar Beyoncé (Foto: Globo/Divulgação)
Ator fez muito sucesso com os telespectadores ao interpretar Beyoncé (Foto: Globo/Divulgação)

Versão drag queen
Para dar vida à Beyoncé nos palcos do programa, Ícaro se transformou completamente na diva pop, com direito à peruca, salto alto e figurino poderoso – quase uma drag queen. “Vestir roupas ‘socialmente femininas’ ou fazer um personagem de gênero feminino são ações com as quais muitos artistas, pensadores e transformadores se envolvem, visando desconstruir imposições sociais machistas que prejudicam a todos os indivíduos, independentemente de gênero ou orientação sexual. Conheço menos do que gostaria do universo das drag queens, mas imagino que a motivação seja essa.”

Em “Pega Pega”, ele interpreta o vendedor de balas Dilson (Foto: Reprodução/Instagram.com/icsilva)
Em “Pega Pega”, ele interpreta o vendedor de balas Dilson (Foto: Reprodução/Instagram.com/icsilva)

Belo retorno
Mesmo com os ensaios puxados da atração dominical, o ator ainda arranja tempo para fazer o personagem Dilson, um vendedor de balas, em “Pega Pega”, novo folhetim das 19h da TV Globo. “Essa é a primeira vez que sou convidado a fazer uma novela e acredito que isso tenha a ver com a demanda crescente de jovens negros em papéis na televisão”, afirma. “Além disso, tenho vivido personagens que desafiam o trivial e acho que acabei me tornando uma escolha interessante.”

Veja também:
‘Não me sentia realizada como atriz’, diz Cecília Dassi, hoje psicóloga
Fama, luto e um novo corpo: a virada de Fani Pacheco

Antes de integrar o elenco da nova novela, Ícaro estava ausente das telinhas desde “Joia Rara” (2013), e aproveitou esse tempo livre para se dedicar bastante ao teatro. “É no palco que me sinto totalmente acolhido, seja eu quem for.” Atualmente, além de “Pega Pega”, ele atua na série “Edifício Paraíso”, no GNT, e ainda deve estrear “Anjos da Lapa”, nome provisório para o longa-metragem que conta a história do encontro que gerou a banda Planet Hemp. “É bastante coisa, né? Em 2018 espero estar em contato com o grande público do Brasil, em espetáculos itinerantes, mas isso ainda é uma ideia”, almeja.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos