Beyoncé alcança marido e é recordista absoluta do Grammy 2023

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com as indicações deste ano para a edição de 2023 do Grammy -a maior premiação da indústria musical, que soltou sua lista de nominados nesta quarta-feira (11), a cantora norte-americana Beyoncé adiciona mais um recorde a sua já extensa lista de triunfos.

Com as novas indicações, além de ser a mulher que mais levou estatuetas para casa na história da premiação -são 28, quatro delas conquistadas na última edição do Grammy- ela também alcança a marca de Jay-Z, seu marido e também parceiro musical, como a artista com maior número de indicações nos 63 anos desta premiação. Ambos foram indicados 88 vezes aos prêmios.

A nova marca é resultado do lançamento de "Renaissance", disco de pegada dançante lançado pela artista em 29 de julho deste ano. Com ele, a cantora concorre a nove estatuetas -inclusive nas categorias de álbum, gravação e música do ano, as mais importantes da premiação.

A brasileira Anitta também está entre os indicados do Grammy, na categoria de artista revelação. Kendrick Lamar é o outro que somou mais indicações da lista, um total de oito. Além deles, Adele e Brandi Carlile acumulam sete indicações ao prêmio. Todos os quatro aparecem nomeados na categoria de música do ano, acompanhados de Harry Styles ("As It Was"), Lizzo ("About Damn Time"), Taylor Swift ("All Too Well", em sua versão de dez minutos), Gayle ("ABCDEFU"), Bonnie Raitt ("Just Like That"), DJ Khaled ("God Did", em parceria de Rick Ross, Lil Wayne, Jay-Z, John Legend e Fridayy) e Steve Lacy ("Bad Habit").