'Better Call Saul' é renovada para a sexta e última temporada

Agência


Better Call Saul, que estreou em fevereiro de 2015, foi renovada para uma sexta e última temporada. A última fase da série terá 13 episódios, que irão ao ar em 2021.

A quinta temporada estreia de 23 a 24 de fevereiro na AMC. A produção derivada de Breaking Bad, estrelada por Bob Odenkirk, vai exibir dez episódios este ano.

O foco será a decisão do personagem principal Jimmy McGill de exercer a advocacia, tal qual Saul Goodman, o que cria mudanças inesperadas para os que o rodeiam.

O produtor executivo Peter Gould disse em uma reunião de críticos de TV na quinta-feira, 16, que, após a quarta temporada, começou a imaginar como a produção terminaria.

"Devo dizer que nada disso era o que eu esperava quando começou", disse ele. "Quando essa temporada acabar, acho que você entenderá melhor aonde tudo está indo."

Quando terminar, Better Call Saul terá um episódio a mais do que os 62 de Breaking Bad, ambas criadas por Vince Gilligan e Peter Gould.

Better Call Saul carrega o mesmo DNA de Breaking Bad

O primeiro episódio de Better Call Saul estreou na Netflix em 9 de fevereiro de 2015, menos de 24 horas depois de estrear no canal americano AMC.

A série volta seis anos no tempo para contar as origens do advogado de ética duvidosa interpretado por Bob Odenkirk. Aqui, ele ainda é Jimmy McGill e Saul Goodman é um personagem que criou para conseguir mais clientes. "Jimmy McGill quer ser bom", disse Gilligan, na época, em entrevista em Los Angeles. "A questão é por que ele quer ser bom. Será que está indo contra sua própria natureza?".

Peter Gould completou: "Normalmente, na ficção, a bondade sempre termina num final feliz. Comportar-se eticamente sempre dá bons resultados, quando a gente sabe que, na vida, muitas vezes ser ético não rende fruto nenhum". Better Call Saul também vai e volta no tempo - inclusive, para depois do fim de Breaking Bad.