Berghain, templo da noite e da música eletrônica em Berlim, reabre as portas

·1 minuto de leitura
O clube Berghain vazio em 24 de julho de 2020 (AFP/STEFANIE LOOS)

O Berghain, templo da noite de Berlim e da música eletrônica, reabre as portas neste sábado (2), após quase 19 meses de inatividade provocados pela pandemia de covid-19.

Situado em uma antiga central elétrica abandonada, no bairro de Friedrichshain (centro de Berlim), o Berghain voltará a receber os primeiros clientes no sábado a partir das 23H59.

"Esperávamos com impaciência esta primeira noite há quase 19 meses", afirmou a direção co clube no site oficial. "Nos vemos na pista de dança", completa a nota.

Para entrar no clube, famoso por suas longas filas de espera, será necessário apresentar o certificado de vacinação contra a covid-19 ou um exame negativo recente.

Antes da pandemia de coronavírus, Berlim - com sua reputação de capital da noite e da música eletrônica - atraía a cada ano dezenas de milhares de jovens turistas de todo o mundo.

A indústria das casas noturnas de Berlim emprega 9.000 pessoas.

Menos da metade tem um contrato muito precário de "minitrabalho", uma especificidade do mercado de trabalho alemão que limita o salário mensal a 450 euros (522 dólares).

mat/tho/mab/eg/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos