Benedict Cumberbatch vai acolher refugiados da guerra na Ucrânia em sua casa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator britânico Benedict Cumberbatch disse que irá acolher refugiados da invasão russa na Ucrânia em sua casa no Reino Unido. Em entrevista ao portal Sky News durante a premiére do filme "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura" na última terça-feira (26), o astro indicado ao Oscar diz ter sido emparelhado com uma família que deve chegar em breve ao país e que eles os receberá em sua morada.

"Eles conseguiram sair da Ucrânia", afirmou. "Estou monitorando o progresso deles todos os dias." Ele citou que a família está passando por um tratamento médico e preferiu não dar muitos detalhes de como isso está sendo gerenciado para evitar uma invasão de privacidade. "Mas eu quero dar a eles alguma estabilidade após a turbulência pela qual eles passaram, e isso será dentro da minha casa".

Em paralelo, o ator afirmou estar ajudando financeiramente famílias ucranianas que têm cidadãos no Reino Unido e estão tentando abrigar seus parentes no país. Ele ainda elogiou os programas do governo do país para oferecer vistos para quem tem um familiar na nação.

Estimativas da Organização das Nações Unidas apontam que a guerra na Ucrânia afeta mais de 7 milhões de pessoas no país, dos quais 5 milhões estão fugindo de lá. Enquanto a Polônia está absorvendo cerca de 3 milhões de pessoas, o Reino Unido já emitiu mais de 86 mil vistos para esses refugiados.

"Estou trabalhando por meio de uma instituição de caridade maravilhosa chamada Refugees at Home", complementou Cumberbatch, "que é uma ótima porta de entrada para o esquema do governo, mas também para oferecer apoio mais amplo necessário para o trauma psicológico que essas pessoas estão sofrendo".

Desde março, em discurso no Bafta, principal premiação do cinema britânico, Cumberbatch já havia se manifestado em apoio aos ucranianos, pressionando não só os políticos, mas também as pessoas que pudessem se voluntariar na ação humanitária.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos