Benedict Cumberbatch se arrepende por ter interpretado personagem não-binário

·2 min de leitura
Benedict Cumberbatch como All em Zoolander 2: personagem gera arrependimento no astro (reprodução)
Benedict Cumberbatch como All em Zoolander 2: personagem gera arrependimento no astro (reprodução)

Resumo da notícia:

  • Benedict Cumberbatch se arrepende de ter interpretado um personagem não-binário em "Zoolander 2"

  • “Acho que nos dias de hoje esse personagem não poderia ser interpretado por ninguém que não fosse um artista trans”

  • Trabalho do astro na comédia motivou uma petição contra o filme na época

Benedict Cumberbatch se arrepende por ter interpretado um personagem não-binário em "Zoolander 2" (2016). Em conversa com Penelope Cruz, sua companheira de elenco na comédia, o astro cotado ao Oscar por "Ataque dos Cães" revelou o seu incômodo ao relembrar do seu trabalho como All.

“Houve muita polêmica com aquele personagem, algo compreensível nos dias de hoje”, disse o ator em diálogo promovido e publicado pela revista Variety. “Acho que nos dias de hoje esse personagem não poderia ser interpretado por ninguém que não fosse um artista trans”, complementou.

Apesar de entender as razões de Cumberbatch, Cruz elogiou o trabalho do astro, também conhecido por Doutor Estranho no Universo Cinematográfico Marvel. "Eu acho que foi muito engraçado o que você fez”, disse ela. Na época, o personagem de Cumberbatch motivou uma petição que mobilizou 25 mil pessoas pedindo o boicote do longa.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"O personagem de Cumberbatch é claramente retratado como uma caricatura exagerada de indivíduos andróginos/trans/não-binários. Equivale a usar blackface para representar uma minoria. Ao contratar um ator cis para interpretar um indivíduo não-binário de uma forma claramente negativa, o filme endossa percepções prejudiciais e perigosas da comunidade queer em geral", dizia o abaixo-assinado.

O ator afirma que não tinha conhecimento sobre a causa LGBTQIA+ na época. “Lembro que na época não pensei o suficiente sobre isso tudo, eram clichês heteronormativos ignorantes de um mundo novo e diverso. Acabou saindo pela culatra. Mas foi adorável conhecer você naquela época e trabalhar com o Ben [Stiller] e o Owen [Wilson]”, complementou Cumberbatch.

Relembre o trailer da comédia - um fracasso de bilheteria, com apenas US$ 28 milhões arrecadados em bilheteria:

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos