Bella Thorne entra para app pornográfico e cobra R$ 110 por vídeo sensual

·2 minuto de leitura
Bella Thorne (Foto: Reprodução/Instagram @bellathorne)
Bella Thorne (Foto: Reprodução/Instagram @bellathorne)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Bella Thorne, 22, anunciou nesta quarta-feira (19) que irá fazer parte do aplicativo de vídeos pornográficos OnlyFans. Por meio das redes sociais, a atriz compartilhou a novidade com um vídeo de biquíni.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

A ex-estrela da Disney, que atuou na série "No Ritmo", está cobrando de seus fãs US$ 20 (cerca de R$ 110) por mês para acessar seu conteúdo picante. O OnlyFans permite que seus usuários publiquem vídeos e fotos para assinantes pagos.

Leia também


Segundo informações do site Paper Magazine, Thorne pode ganhar até US$ 1 milhão (R$ 5,4 milhões) com as assinaturas. Em entrevista ao portal, a atriz disse que o app pornográfico é diferenciado e especial. "É a primeira plataforma onde posso controlar totalmente a minha imagem; sem censura, sem julgamento e sem ser intimidada online por ser eu", afirmou.

Há exatamente um ano, em agosto de 2019, Bella Thorne anunciou sua entrada na indústria pornô como diretora do longa "Her & Him", lançado em um site de conteúdo adulto chamado PornHub. Corey Price, vice-presidente da plataforma, disse que a produção era "uma representação modernista, sexualmente explícita de Romeu e Julieta, com dois amantes excêntricos que têm desejos sexuais desenfreados um pelo outro".

Apesar de ter recebido críticas, Bella Thorne foi indicada a um prêmio pela criação e direção do longa pornô. A atriz já rebateu julgamentos na internet. "Se você acha que pornografia é desconfortável, lamento que se sinta assim, mas não faça com que outras pessoas se sintam desconfortáveis por estarem bem com ela"., afirmou Thorne em suas redes sociais.

Recentemente, em entrevista ao programa norte-americano Good Morning America, a artista afirmou que se considera pansexual, e não bissexual, como havia declarado anteriormente. Thorne ficou conhecida internacionalmente após trabalhar na série "No Ritmo" , do canal Disney Channel, entre 2010 e 2013.