Bella Thorne defende Armie Hammer das acusações de canibalismo

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Bella Thorne, 23, saiu em defesa de Armie Hammer, 34, recentemente acusado de canibalismo. Ela diz que os prints de mensagens publicados no Instagram são imagens falsas. "Sinceramente, não consigo acreditar nisso... as pessoas são loucas para criar notícias falsas sobre isso. Não podem deixar pobre homem e seus filhos em paz. De jeito nenhum ele é um canibal", escreveu Thorne em seu perfil do Instragram. Para ela, as alegações são feitas em cima de desejos sexuais, não de canibalismo real. "Além disso, há um milhão de capturas de tela falsas por aí." No início da semana, circularam na internet prints das supostas conversas que Hammer teve com algumas mulheres. Em uma das imagens ele teria dito: "Sou 100% canibal. Eu quero comer você. Merda! É assustador admitir isso. Eu nunca admiti isso antes". Em uma outra mensagem, diz: "Eu cortei o coração de um animal vivo antes e o comi enquanto ainda estava quente." O jornal inglês The Sun tentou contato com o ator, mas não conseguiu retorno. A acusação virou notícia em meio ao divórcio conturbado do ator com Elizabeth Chambers, 38, com quem foi casado por mais de dez anos. Em outubro, o ator disse que não via os dois filhos há meses e teria exigido que a mulher os trouxesse de volta após longa viagem às Ilhas Cayman. Conhecido pelo sucesso em "Me Chame Pelo Seu Nome", Hammer também chamou a atenção dos fãs e da mídia ao curtir uma série de publicações sobre BDSM (bondage, disciplina, dominação, submissão, masoquismo e sadomasoquismo) e ao publicar um vídeo mostrando seu filho, ainda bebê, chupando os dedos de seu pé. Na legenda do vídeo, ele brincou que o menino estava fazendo isso há mais de sete minutos e ainda incluiu a hashtag "fetiche por pés". Isso foi o suficiente para criar uma onda de comentários condenando o comportamento do ator, que usou a imagem do filho em um contexto sexual. Na sequência, Hammer apagou o vídeo. PRODUÇÃO DEMITE ATOR Em meio a acusações, Hammer será substituído no filme "Shotgun Wedding", que protagonizaria ao lado de Jennifer Lopez. Segundo informações do site TMZ, o ator negou a demissão e disse que ele mesmo pediu para sair da produção porque não pode deixar os filhos no momento para rodar um filme durante quatro meses na República Dominicana. O motivo de decidir ficar perto dos filhos, de acordo com ele, são "os ataques perversos" que tem recebido. "A Lionsgate está me apoiando nisso e sou grato a eles", afirmou, referindo-se ao estúdio que produz o filme.