Bebê diabo? Assombração assusta Alcides e Zaquieu em "Pantanal"

Alcides e Zaquieu em cena de
Alcides e Zaquieu em cena de "Pantanal" (Foto: Globo/ João Miguel Júnior)

Um evento sobrenatural na fazenda de José Leôncio (Marcos Palmeira) irá deixar os peões aterrorizados em "Pantanal". A situação começa quando Alcides (Juliano Cazarré) e Zaquieu (Silvero Pereira) observam que a viola de Trindade (Gabriel Sater) está tocando sozinha.

Os dois ficarão assustados com a cena, mas Trindade explicará que é seu filho que está tocando. A criança ainda está na barriga de Irma (Camila Morgado), o que não vai ajudar a acalmar os demais peões.

A história de Trindade vem ficando mais complexa com a evolução da trama de "Pantanal". O peão acabou se apaixonando por Irma e a carioca engravidou, mas o Cramulhão, entidade demoníaca que possui o corpo de Trindade, ameaçou tomar conta de sua família. Querendo proteger Irma e a criança, Trindade decidiu abandonar a fazenda de José Leôncio definitivamente.

Entenda a decisão de Trindade

Trindade se tornou um dos personagens queridinhos do público de "Pantanal", mas a trama tomará um rumo que já era esperado para quem assistiu a novela original dos anos 90. Na trama de Benedito Ruy Barbosa, o personagem abandona o Pantanal, Irma (Camila Morgado) e o filho ainda não nascido e nunca mais retorna para o local.

O autor Bruno Luperi decidiu manter a jornada do personagem, mas reescreveu o roteiro para deixar os motivos do peão mais nobres. Trindade vai abandonar a família para protegê-los de uma influência demoníaca. Desde o início da trama, o peão é possuído pela entidade demoníaca "Cramulhão", que faz previsões macabras e já descobriu passados secretos de personagens como Tenório e Alcides.

A decisão de Trindade virá após Irma sonhar que o filho dos dois será um pequeno Cramulhão. Chocado, o peão tentará acabar com o pacto que tem com a entidade, mas não terá sucesso. Pensando na segurança de Irma e do bebê, ele deixará a fazenda de José Leôncio sem avisar ninguém.

Após fugir durante a madrugada, Trindade pede que Eugênio (Almir Sater) o leve em sua chalana para algum destino desconhecido. "Eu acho que meu destino é como as águas de um rio, sempre indo em frente, sem se preocupar com o que fica para trás", lamenta o peão.