Bebê de oito semanas aprende a ficar em pé e surpreende pais

A pequena Lula aprendeu a ficar em pé com apenas oito semanas de vida. (SWNS)

Um pai cuja bebê aprendeu a ficar em pé com apenas oito semanas de idade, brincou, dizendo que ela deve ter se inspirado nos vídeos de atletismo de força que ele assiste no YouTube. Tezra Finn-Johnston, de 31 anos, e sua namorada Emily Derrick, de 23, moram em Kingswood, Bristol, na Inglaterra. Eles notaram a força da filha Lula quando receberam alta do hospital após o nascimento da pequena.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Mesmo naquele estágio tão inicial da sua vida, eles contam que ela já conseguia sustentar o peso da sua cabeça. A pequena Lula nasceu no dia 31 de janeiro pesando apenas 2,5 quilos. Ela estava no percentil 5, o que significa que pesava menos do que 5% dos bebês da mesma idade.

Leia também

Agora, com 15 semanas de vida, ela consegue ficar em pé sem ajuda, sustentando seu próprio peso.O pai de primeira viagem notou a força incomum das pernas da filha quando ela estava com um mês de vida. “Ela estava chorando e eu tentei sentá-la no meu joelho para acalmá-la,” disse Finn-Johnston.“Em vez de se sentar, ela ficou em pé no meu joelho e não dobrava as pernas”.

E continua: “Ela fez isso mais algumas vezes ao longo das semanas – acabei pensando que se ela conseguia aquilo enquanto estava irritada, talvez também conseguisse quando estivesse feliz”.

Lula aprendeu a ficar em pé com cerca de dois meses de vida. (SWNS)

Finn-Johnston decidiu testar a sua teoria, e após ter segurando e apoiado a filha, ela conseguiu sustentar o seu próprio peso.O casal não conhece nenhum outro bebê que tenha conseguido fazer isso tão cedo.

“Todo mundo acha que é não muito comum que ela sustente o corpo, mesmo quando está sentada, imagine então quando está em pé,” ele conta. “De acordo com tudo que estou lendo, os bebês costumam conseguir sustentar o seu próprio peso quando têm entre nove meses e um ano”.

Os pais de primeira viagem perceberam que a filha parecia estranhamente forte quando a levaram para casa após o parto, cinco dias após o seu nascimento. “Praticamente desde o dia em que saímos do hospital ela conseguiu sustentar a cabeça um pouco mais do que imaginávamos que ela conseguiria,” disse Finn-Johnston.

“Ela segurava a cabeça por alguns segundos, e geralmente os bebês demoram algumas semanas para fazer isso, mas ela conseguiu praticamente desde que nasceu. Depois, nós assistimos ao documentário ‘Babies’ (Bebês em Foco) no Netflix, e ele dizia que os bebês são naturalmente programados para engatinhar desde o nascimento”.

Então ele a colocou no colchão e ela tentou engatinhar um pouco: "Depois, eu coloquei o meu braço atrás dela e ela conseguiu se empurrar para a frente no colchão – pegando impulso ao pressionar as pernas na minha mão. Ela também consegue fazer isso deitada de barriga para cima”.

Os pais de Lula notaram a sua força poucos dias após o seu nascimento. (SWNS)

Embora Finn-Johnston não recomende que as pessoas tentem fazer coisas semelhantes com seus próprios bebês, ele acredita que a sua filha gosta de exibir suas novas habilidades.

“É como se ela estivesse se exibindo – ela olha para você e sorri, é como se estivesse tentando ser uma menina grande!”

O pai é fã de competições de atletismo de força, e assiste a vídeos regularmente no YouTube. Ele acredita que Lula presta atenção quando eles assistem aos vídeos juntos, e brinca que ela pode ter se inspirado neles.

“Ela se senta no meu joelho e nós assistimos juntos. Eu gosto de pensar que é como se ela estivesse treinando a si mesma,” ele brinca.

Embora Lula ainda não consiga andar, seus pais acreditam que seus primeiros passos podem estar mais próximos do que eles imaginam.“Ela parece muito mais velha do que realmente é,” conta a mãe. “Eu fico pensando, ‘Por favor, não cresça tão rápido!’”

Tezra Finn-Johnston e sua filha Lula. (SWNS)

Quando os bebês aprendem a ficar em pé?

De acordo com o Babycentre UK, os bebês têm os reflexos necessários para se manterem em pé desde o nascimento, apoiando as pernas sobre uma superfície sentida sob os seus pés.

“Se você segurar o seu recém-nascido em pé no seu colo, apoiando a sua cabeça, você perceberá que ele tenta usar as pernas. Ele não está tentando andar, é apenas um instinto básico se manifestando,” diz o site.

A publicação também explica que as pernas dos bebês não são suficientemente fortes para que eles se mantenham em pé nessa idade, e que o reflexo desaparece após alguns meses.

O Berkshire Healthcare NHS produziu um kit para os primeiros anos que explica como os pais podem incentivar seus bebês a ficarem em pé com segurança.“O seu filho pode ser mantido em pé com apoio desde bem pequeno,” o kit explica. “Isso permite que a criança experimente a sensação do peso do seu corpo sobre os seus pés”.

O site diz que os bebês podem se movimentar para cima e para baixo, algo que fazem para desenvolver a força dos músculos das pernas.

“Você pode manter seu bebê em pé de muitas maneiras diferentes; no seu colo quando você estiver sentado em uma cadeira, na frente de uma mesa de centro ou sofá, ou no assento do sofá ao seu lado com as costas apoiadas no encosto do mesmo,” continua o kit.

“Conforme ele fica mais forte, precisará de cada vez menos apoio dos pais, e irá colocar as mãos nos móveis para se apoiar”.

“Logo que ele conseguir ficar em pé sem se segurar, estará pronto para aprender a caminhar segurando nos móveis”.

Marie Claire Dorking