"BBB23": quanto custa uma publi dos Camarotes nas redes sociais?

"BBB23": Fred chegava a cobrar R$40 mil por publis - Reprodução, Globo / Gshow
"BBB23": Fred chegava a cobrar R$40 mil por publis - Reprodução, Globo / Gshow

Os participantes da nova edição já estão dando o que falar. Na primeira semana, o programa contou com várias festas, pegações e tretas. Mas antes de entrarem na casa, a galera do Camarote já arrasava nas publis em suas redes sociais. Confira abaixo os valores que cada um recebia com os conteúdos - que agora deve até ter aumentado!

por Biia Santos

O "BBB23" chegou com tudo! Após a primeira semana intensa, os participantes puderam curtir as festas com muita pegação, formação de casal, fofocas e tretas. Mas, do lado de fora da casa mais vigiada do Brasil, alguns participantes já ganhavam bem nas publis.

Apesar desta edição ter sido apontada com menos celebridades grandes que as demais, a galera, dividida entre Camarote e Pipoca, tem alguns que se destacam pelos ganhos com publicidade no Instagram. Em uma entrevista ao Notícias da TV, o especialista em negócios digitais e empresário, Thiago Cavalcante, comentou sobre o valor que alguns famosos faziam antes de entrarem na casa.

Fred e MC Guimê tem as publis mais caras

O destaque vai para Fred, que está à frente do canal Desimpedidos e é ex de Bianca Andrade (Boca Rosa). Antes de ficar famoso nacionalmente, o influencer já era popular com a galera que consome futebol e, claro, pelo público da marketeira. Ele já foi para o "BBB23" com cerca de 9,3 milhões de seguidores.

O próximo da lista é o MC Guimê, que é famoso por músicas como "País do Futebol", e já entrou na casa com 8,5 milhões de seguidores. O cantor e o influencer Fred, chegavam a cobrar em média R$40 mil por comerciais digitais. Já Fred Nicácio, que tinha pouco menos de 400 mil seguidores, também era um perfil "caro" para as empresas. Para realizar uma publi, o médico cobrava cerca de R$30 mil...

Leia +


Leia +

Lisa, do BLACKPINK, bate 3 novos recordes no Guinness Book. Confira!
Oscar 2023: Michelle Yeoh faz história e indicados asiáticos garantem diversidade
"Vai na Fé" terá romance gay surpreendente