"BBB 21": Lucas diz que espera desculpas públicas e desconstrução de brothers

·2 minuto de leitura
Lucas Penteado no
Lucas Penteado no "Altas Horas". Foto: reprodução/TV Globo

Lucas Penteado comentou sua participação no "Big Brother Brasil 21" no "Altas Horas" do último sábado (27). Um dos tópicos da conversa foi sua relação com participantes que o perseguiram na competição. Um integrante da plateia virtual do programa quis saber se o ator perdoaria quem lhe causou abuso psicológico dentro da casa.

O ex-participante respondeu com serenidade e afirmou que algumas pessoas da casa terão sim, que se redimir após reverem seus comportamentos durante o jogo.

Leia também: 

"Não tenho que perdoar ninguém. Deus perdoa a todos. Eu acredito que, quando essas pessoas saírem, elas terão que se redimir a partir das opressões que elas praticaram. Por ser um veículo tão visto, com uma visibilidade tão grande, muitas pessoas foram atingidas por estas opressões. Resta a essas pessoas se desconstruírem", disse.

Lucas citou nominalmente apenas Nego Di em sua resposta, ao lembrar quando o humorista afirmou que ele "defendia vagabundo" nas ocupações das escolas secundaristas. Mas citou outros episódios bastante criticados pelo público, que envolveram ainda outros jogadores.

"Houve piadas sobre o candomblé, sobre religiões de matriz africana, houve uma falácia do Nego Di, quando disse que eu defendia vagabundo porque eu estava falando do índice de mortalidade da periferia. São assuntos que atingem diretamente a periferia", argumentou. 

Em seguida, o ator deu exemplos: "Quando falo periferia estou falando das mães pretas e as mães periféricas que choram pelos seus filhos que foram arrancados delas. E, quando a gente fala de religião de matriz africana, a gente fala de todas as pessoas que são espancadas, que são mortas na ruas por estarem com as suas vestimentas, pelas casas de candomblé que ainda são depredadas e incendiadas".

Ele também fez referência à rejeição que sofreu na casa após o beijo em Gilberto, durante a festa na madrugada que antecedeu sua saída. Na época, Lumena e outros brothers questionaram o real interesse do ator no doutorando em Economia e o acusaram de estar jogando.

"O que eu sofri lá foi homofobia, na minha opinião. Não sei como o Brasil viu. Reprodução da homofobia a partir de uma companheira com a mesma vivência que a minha", afirmou ele.

Por fim, Lucas afirmou que não é para ele que os brothers precisam pedir desculpas, mas espera deles "uma admissão pública".

O ator também lembrou que, em outras edições do "BBB", houve até agressão e o autor do ato "não foi tão demonizado". "Queria pedir pro Brasil entender que o acolhimento é o início da desconstrução", declarou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos