BBB20: Ex de Pyong Lee o acusa de chantagem

A comissária de bordo Débora Welker, que teve um breve relacionamento com o hipnólogo Pyong Lee, do BBB20, foi às redes sociais fazer uma denúncia contra o rapaz. De acordo com ela, Pyong a chantageou e negou que era um homem comprometido.

Débora contou que eles se conheceram em uma festa e os dois acabaram ficando. Pyong teria dito que buscava um relacionamento sério e que era solteiro. Mas tempos depois ele revelou que já tinha uma namorada.

"Eu falei: O que? Por que você não me falou isso antes? Aí ele: Mas a gente vai continuar ficando. [...] Enfim, não fiquei mais com ele. Passou uns dois meses e eu fui numa festa, conheci outro menino e a gente ficou. E ele me disse que estava com um amigo. Quem era? Sim, ele [Pyong]. A gente fingiu que não se conhecia e ele esperou o menino ir no banheiro. Pedi a ele para não contar para o amigo que a gente já tinha ficado, já que não tinha sido nada demais. Ai ele: 'É, eu não vou falar, mas você vai ter que continuar ficando comigo'. Ele me chantageou para eu continuar saindo com ele", acusou Débora.

No final do vídeo, ela ainda fez um alerta: "Ele não é uma pessoa sem caráter só para relacionamento e traição. Ele é uma pessoa extremamente arrogante, que humilha os outros. Sabe aquele tipo de pessoa que trata o garçom mal? Ele é mentiroso, falso. Só que ele é inteligente, então é extremamente manipulador. É um ator nato. Não tem caráter. Humilha as pessoas, arrogante. Se acha porque tem dinheiro. Se acha o famosão. É insuportável”, declarou.

Pyong Lee tem se envolvido em diversas polêmicas ultimamente, que estão fazendo o público questionar o personagem carismático e rei das festas que ele apresentou no começo do BBB 20. Com a mulher grávida aqui do lado de fora, ele assediou Flay na última festa do programa e insistiu que queria beijar Marcela.