BBB19: Em depoimento contra Paula, Rodrigo afirma que sofreu 'ofensa a sua honra pessoal'

Rodrigo. Foto: Victor Pollak/TV Globo

Rodrigo prestou depoimento à Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) na tarde desta sexta-feira, 5. Segundo o delegado titular Gilbert Stivanello, o ex-participante, eliminado do Big Brother Brasil esta semana, decidiu dar seguimento à investigação em que Paula é acusada de racismo e intolerância religiosa por declarações dadas dentro do confinamento.

Receba no seu Whatsapp as novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais)

“O depoimento foi bem objetivo. Ele só manifestou interesse em representar em face da Paula, porque vislumbrou na ação ofensa a sua honra pessoal. A representação está colhida, e o procedimento segue adiante. A próxima etapa será a oitiva da Paula assim que ela sair do programa”, explicou o delegado.

Durante o programa, a mineira deu várias declarações consideradas preconceituosas. Nas redes sociais, onde circulam vídeos que não aparecem na versão editada que é exibida na TV Globo, a postura da sister foi duramente criticada. A bacharel em Direito já declarou ter medo do dramaturgo por ele ter contato com “esse negócio de Oxum”.

Em vários momentos do programa, a loura reforçou esse discurso. Horas antes da eliminação de Maycon, ela insinuou que o carioca, também emparedado, havia feito algum trabalho espiritual para continuar no reality show. “Vai lá fora e ora um pouquinho”, disse, na ocasião.

Leia mais: Família de Rodrigo entra na Justiça após ofensas raciais contra o brother na internet

Vale lembrar que o BBB19 já teve um jogador desclassificado por ter que se apresentar à polícia. Investigado por agressão, atentado ao pudor e estupro, o biólogo e professor Vanderson deixou a casa para prestar depoimento e não pôde retornar à competição. Ele foi indiciado por lesão corporal no mês passado.