Política no BBB 21: brothers defendem Dilma e pedem impeachment de Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Alguns participantes se posicionaram no reality show nesta segunda-feira (22) (Foto: Globo/AFP via Getty Images)
Alguns participantes se posicionaram no reality show nesta segunda-feira (22) (Foto: Globo/AFP via Getty Images)

Os participantes do 'BBB 21' acordaram em papas na língua nesta segunda-feira (22) tensa após formação de Paredão. Eles não só discutiram bastante sobre o jogo, mas também se posicionaram sobre política na casa. O assunto não é proibido no confinamento, por isso, Pocah, Gilberto, Juliette e Arthur deixaram claro em conversas que não apoiam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A cantora pediu o impeachment do presidente em brincadeira com Carla Diaz na cozinha. As amigas falavam seus sonhos em voz alta para atraí-los quando a funkeira fugiu do tema. "Final, pódio, carro, impeachment", disparou. Arthur estava no cômodo e aplaudiu a atitude de Pocah. "Adorei! Muito bom", exclamou o atleta.

Leia também

Confira o momento:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Elogios à Dilma Rousseff

Outro trecho de conversa sobre política no BBB 21 viralizou nas redes sociais. Sarah, Gilberto, Juliette e Arthur falaram sobre a ex-presidenta Dilma Rousseff no quarto Colorido. A consultora de marketing digital, que já se mostrou a favor de Bolsonaro, preferiu não participar da roda. "Não vou falar de política senão eu vou acabar... Acho muito delicado falar do assunto", explicou Sarah.

Na ocasião, os demais brothers elogiaram a postura de Dilma no processo de impeachment que sofreu em 2016. "Eu falo isso e arco com o que estou falando. Achava bonito ela bater no peito e dizer assim: 'Podem me criticar'. E os jornalistas desciam a lenha na mulher e ela não arregava. Nunca vi ela desrespeitar um jornalista, nunca vi ela desrespeitar um eleitor... Ela batia no peito, ficava calada, e o povo detonava a mulher", defendeu o economista Gilberto.

"Independentemente de partido político, o que ela fazia para aguentar aquilo ali... No dia do impeachment dela, eu tive pena", completou Juliette. Arthur, que também estava presente, ouviu os colegas e deu sua contribuição. "Dilma? 'Braba'", afirmou em tom de aprovação.

Veja só:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Sarah perde favoritismo após dizer que gosta de Bolsonaro

Não é a primeira vez que política é pauta no reality show. A brasiliense Sarah decepcionou fãs e perdeu o favoritismo ao prêmio de R$ 1,5 milhão após dizer que gosta de Jair Bolsonaro. Os participantes conversavam no quarto Colorido na madrugada do dia 5 de março quando começaram a especular o que pode ter acontecido no país durante o confinamento. O impeachment do presidente foi sugerido, mas Sarah não concordou. "Impeachment de algum presidente de algum país? Não do nosso! Eu gosto dele", disparou.

Antes disso, Sarah já havia entregado que deixou de seguir Bolsonaro antes de entrar no programa para não ser criticada. O público não curtiu o posicionamento da loira e a hashtag #ForaSarah entrou para os assuntos mais comentados de rede social.

Relembre:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Vote na enquete do oitavo Paredão do BBB 21

Veja mais: Prioli fala sobre carreira e questiona padrões no Yahoo Entrevista

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos