BBB gospel vai longe demais e brothers tentam cancelar sexo e edredom

·3 min de leitura
BBB22: Eliezer e Maria conversam sobre edredom (Reprodução Globoplay)
BBB22: Eliezer e Maria conversam sobre edredom (Reprodução Globoplay)

O "BBB22" vem recebendo críticas do público pela falta de vontade dos confinados de jogarem e se posicionarem nas dinâmicas do confinamento. Liderados por Tiago Abravanel, que afirmou que faz questão de ter um "BBB da gratidão", os brothers passam o dia cantando, evitando falar a sério sobre jogo e chegando a organizar rodas de cantoria com canções gospel.

A vontade de ficar em cima do muro é tanta que sobrou até para Tadeu Schmidt: o apresentador tentou cobrar um comprometimento mínimo dos brothers, e acabou sendo alvo de patadas e grosserias por pedir que os confinados se comprometam com o contrato que assinaram ao entrar no BBB22.

A questão que fica é simples: se os brothers não querem jogar e estão tão apavorados assim com o cancelamento, porque toparam participar do reality?

A situação foi ainda mais longe com a pegação entre Maria e Eliezer. Decididos a não deixarem os dois se divertirem e irem para o edredom, Vyni e Laís tentaram tirar a animação dos dois e começaram a dar inúmeros motivos para que os dois repensassem suas ações. Primeiro, Vyni disse que, caso Maria e Eliezer transassem, nenhuma marca iria querer trabalhar com eles após o reality.

Em seguida, Laís afirmou que as famílias de Eliezer e Maria ficariam chocadas com a cena, e que os dois precisavam se preservar. As declarações balançaram a certeza de Eliezer, que chegou a dizer para Maria que achava que os dois sairiam prejudicados. A sister, entretanto, não caiu no mesmo papo, e explicou que os dois já tinham falado sobre flerte e feito piadas "indecentes", por exemplo. Por fim, os dois deixaram as críticas de lado e protagonizaram o primeiro edredom da edição.

Ficar com outras pessoas durante o BBB não é mais um tabu. A vencedora Gleici Damasceno, por exemplo, começou seu namoro com Wagner durante uma das festas da casa, na qual os dois foram para o edredom depois de muitos beijos e flertes. Para o público, a impressão era que Vyni, Laís e outros brothers queriam impedir qualquer tipo de diversão na casa que não os envolvesse. A hashtag "Pobre Maria" foi destaque durante a madrugada, mostrando que os espectadores também se incomodaram com a marcação pesada dos brothers.

Já que os confinados sabotam o Jogo da Discórdia, atacam o apresentador quando são cobrados, fogem de articulações de jogo e condenam o flerte e o sexo, o que resta para o público que assiste ao "BBB22"?

BBB gospel

O público que acompanha o "BBB 22" viu imagens preocupantes na tarde de hoje (24) no pay-per-view. Em pleno dia do Jogo da Discórdia, os participantes da casa deram as mãos na beira da piscina para cantar hinos da igreja católica e evangélica em um gesto bastante simbólico de união. O momento, bastante constrangedor, ajuda a explicar porque a edição ainda não deu certo.

Como muito bem explicou Bárbara Saryne mais cedo, o reality teve uma noite de formação de paredão vergonhosa neste domingo (23). Teve participante querendo votar em si mesmo, outra querendo desistir antes mesmo de paredão e muita gente conformada com os votos que recebeu na primeira semana, sem demonstrar sangue nos olhos.

A impressão atual é que os brothers se inscreveram no game para... não jogar. Ainda ontem, Tiago Abravanel se mostrou um participante perigoso, quase um empecilho para quem ainda espera algum tipo de entretenimento do programa, ao dizer ao dizer o Jogo da Discórdia de hoje seria "paz e amor" e que o reality não precisava de brigas para ser interessante.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus e-mails em 1 só lugar

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos