'BBB 17': Delegacia da Mulher registrará ocorrência para investigar Marcos

Durante uma discussão do casal, Emilly repetiu diversas vezes que o médico a estava machucando (Reprodução/TV Globo)

Depois que a Globo exibiu neste domingo (9) as imagens de uma briga em que Marcos encurralou Emilly no “BBB 17” e a segurou com força várias vezes durante uma discussão, a Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher (DPAM) do Rio de Janeiro decidiu investigar o caso. Uma ocorrência contra o médico será registrada na Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, local próximo aos estúdios da Globo.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Rio de Janeiro, a ocorrência será registrada ainda nesta segunda-feira (10) pela diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher, Márcia Noeli Barreto, que soube do ocorrido no reality show durante o final de semana. À revista “Veja”, Marcia informou que instaurou um procedimento para pedir as imagens e apurar se houve agressão física de Marcos contra Emilly.

Leia mais:
Letícia Sabatella afirma que foi assediada por José Mayer
Marcos perde controle com Emilly e família da gêmea reclama com a Globo

A discussão deste final de semana não foi a primeira vez em que Marcos ameaçou Emilly, nem a primeira vez em que a gêmea reclamou que o médico a machucou. Ela já mostrou a Ieda, durante o confinamento, marcas roxas causadas pelo parceiro. No Twitter, a irmã de Emilly, Mayla, postou que seu pai, Volnei, entrou em contato com a Globo para pedir que a emissora interfira nas brigas do casal. “Quero deixar claro para todos, meu pai está em contato com a produção. Chegou no limite. Estamos devastados com tudo que vimos”, escreveu.