No RJ, bares abrigam multidões e homem 'esnoba' pandemia: "tudo voltando ao normal, graças a Deus"

·3 minuto de leitura
Leblon registra multidão na volta ao bares - Foto: Redes Sociais/Reprodução
Leblon registra multidão na volta ao bares - Foto: Redes Sociais/Reprodução

Os protocolos sanitários não foram o bastante para frear aglomerações na primeira noite de reaberturas dos bares no Rio de Janeiro. Nesta quinta-feira (02), a volta da vida noturna carioca desrespeito diversas medidas de distanciamento, essenciais para frear o avanço da pandemia do novo coronavírus.

Diversos vídeos começaram a viralizar nas redes sociais mostrando que pequenas multidões se formaram nos espaços dos bares, além de registrarem estabelecimentos funcionando durante a madrugada desta sexta-feira (03). O funcionamento era permitido apenas até as 23h.

Um dos vídeos que mais chamou atenção nas redes sociais é o feito por um homem, que “esnoba” a pandemia. Ele xinga o vírus e ofende também o uso obrigatório de máscara. Na sequência, ao mostrar a movimentação em um bar, celebra:

“Tudo voltando ao normal, graças a Deus (...) É isso aí, vamos viver e ser feliz, que alegria, eu estou aqui amarradão!”.

Leia também

Em outro vídeo, uma mulher ironiza a grande quantidade de pessoas sem máscara.

"Hoje é dia 2 de julho, primeiro dia da liberação dos bares no Rio de Janeiro, a gente está aqui na Dias Ferreira, e está realmente todo mundo de máscara, olha...", diz, enquanto mostra pessoas sem o equipamento de proteção.

De acordo com a prefeitura, bares e restaurantes que desrespeitarem as regras pode ser multados em até R$ 13 mil.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O documento que determina os protocolos sanitários para o funcionamentos dos bares e restaurantes traz 19 artigos, como: limitação de 50% da capacidade, se possível, com agendamento; mesas e cadeiras com distância de 2m umas das outras, higienizadas a cada uso e identificadas com aviso; filas que respeitem o distanciamento; self-service e degustações proibidos.

Além disso, os estabelecimentos deveriam proporcionar cardápios de fácil limpeza ou virtual; janelas e portas abertas e ar-condicionado desligado; uso obrigatório de máscara, retirando-a só para comer e beber; álcool 70% em áreas de circulação; talheres, pratos e copos higienizados com água quente e detergente e embalados individualmente.

De acordo com o boletim mais recente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) atualizou para 61.884 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil. Ao todo, também foram confirmados 1.496.858 casos da Covid-19 no país.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.