Barbeiro de Post Malone tatua gorjeta de US$ 500 que ganhou do cantor no Rock in Rio

*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 04-09-2022: Show do cantor Post Malone, no palco Mundo, durante o segundo dia do primeiro final de semana do festival Rock in Rio, no Parque Olímpido, na zona oeste do Rio de Janeiro. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 04-09-2022: Show do cantor Post Malone, no palco Mundo, durante o segundo dia do primeiro final de semana do festival Rock in Rio, no Parque Olímpido, na zona oeste do Rio de Janeiro. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O barbeiro Jackson do Prado fez uma tatuagem na perna para "eternizar o momento" que viveu com Post Malone no Rock in Rio, quando ganhou uma gorjeta de US$ 500 (cerca de R$ 2.600) do rapper.

O desenho simula uma nota de US$ 500 —que existe, embora seja muito rara—, mas com algumas peculiaridades: há na cédula a imagem do rosto do cantor, o logo do festival de música, a data em que ele ganhou o dinheiro (no dia 2 de setembro) e um agradecimento —"Thank you, Post Malone" (obrigado, Post Malone).

"Não ia deixar passar em branco, tive que tatuar", escreveu o barbeiro no Instagram. A tatuagem foi feita na segunda (12).

Também conhecido como Baiano Barber, Jackson ficou conhecido pelo público na quinta (8), quando viralizou nas redes sociais um vídeo que mostra o barbeiro atendendo o rapper e, posteriormente, mostrando a gorjeta que ganhou do cantor viralizou nas redes sociais. Desde então, Jackson viu a sua popularidade aumentar.

Natural de Vitória da Conquista (BA), ele se mudou para o Rio de Janeiro em 2014 para ser DJ. Diante das dificuldades para seguir na carreira, virou vendedor de loja. Mas em 2018 decidiu se tornar barbeiro.

No Rock in Rio, recebeu o convite para trabalhar no backstage do festival de música sem remuneração, só com uma ajuda de custo da barbearia em que trabalha. "É uma troca por exposição na mídia", explicou. "Eu vou sem saber quanto vou ganhar. Posso ganhar gorjeta ou posso não ganhar nada", disse à coluna Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

No Carnaval de 2019, atuou da mesma forma em um camarote na Sapucaí. Naquela época, afirmou que cortou o cabelo de muitos artistas, mas saiu de mãos abanando. "Não ganhei nada", revelou.

Imaginou que o mesmo aconteceria no Rock in Rio. "Pensei que fosse tirar foto com um artista ou outro e isso ia servir para me dar mídia no Instagram", relatou. "Nem nos meus melhores sonhos imaginaria que o Post Malone sentaria na minha cadeira e me daria R$ 2.600."

Todo o dinheiro da gorjeta foi usado já no dia seguinte. "Comprei fogão cooktop, pia, torneira gourmet, paguei o cara para instalar e ainda sobrou dinheiro para ir no parque com as crianças", afirma. Também comprou roupas para as duas filhas.