Barbara França diz que tem aprendido a ser mais humilde com sua personagem em 'Amor Sem Igual'

ANA BEATRIZ GONÇALVES

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Após três anos na Globo, onde atuou em "Malhação: Pro Dia Nascer Feliz" (2017), "Tempo de Amar" (2018) e "Verão 90" (2019), Barbara França diz acreditar que a casa nova está quebrando barreiras com "Amor Sem Igual" (Record). 

"Ter uma protagonista garota de programa e uma trama que aborda questões sociais é uma ousadia muito grande da Record. Era um espaço que até então não era muito explorado aqui. E que bom, a arte é para falar dessas coisas."

Vivendo um novo momento em sua carreira de atriz, Barbara França diz que sua personagem é muito generosa e muito bonita de se ver. "Ela realmente sente uma empatia muito grande pelas pessoas, e é algo difícil de se ver isso nos dias de hoje."

Na trama de Cristianne Fridman, França interpreta Fernanda, uma socialite que luta por causas sociais e vive um romance com um homem do campo, Pedro Antônio (Guilherme Dellorto). "Ela abraça a diferença, aprendo demais. Ela está me ensinando muitas coisas, entre elas, ter humildade e olhar para o outro", diz.

Aos 27 anos, França afirma que a busca de Fernanda por ajudar jovens moradores de rua e distribui sopas e alimentos para os moradores de rua da Praça da Sé, região central de São Paulo. Para atriz, essa é a verdadeira lição que tem aprendido com a personagem. 

"Antes de saber que faria essa novela eu já fazia parte de um projeto social que também entregava quentinhas para os moradores de rua do centro do Rio de Janeiro. Levávamos roupas e kits de higiene. Era muito bacana", relembra a artista.

Na última quinta (23), Pedro revelou a Fernanda como havia sido tratado pelo pai dela, Ramiro (Juan Alba), na vez em que esteve na mansão, e ela foi confrontar o pai. Na próxima segunda, ela vai apresentar Dona Sonia (Marcela Muniz) ao pai como sua nova assessora e que quer incluir os meninos de rua na escolinha.

Mesmo estando sempre no embate com o pai Ramiro (Juan Alba) e o irmão Tobias (Thiago Rodrigues), Fernanda não deixa de ir atrás do que acredita de verdade e diz a personagem é a "ovelha branca", já que os dois entes familiares são mais ardilosos.

Além de enfrentar a não aceitação de sua família, Fernanda também viverá um grande amor com o personagem de Guilherme Dellorto, Pedro Antônio. "A referência de homem que ela tem não é muito boa. São homens com muito dinheiro e falta de caráter. Ele é oposto disso, é um agricultor, íntegro, parceiro e de um caráter exemplar. Ela nunca tinha se deparado com alguém assim", contou a atriz.

Natural de São Lourenço, cidade no interior de Minas Gerais, Barbara França afirma que "é fundamental olhar para as pessoas que servem a gente de alguma maneira, seja o rapaz do café à faxineira". "Eu fui criada dessa maneira. Aprendi que todo mundo é digno de amor e respeito, é o mínimo que as pessoas merecem, mas infelizmente a gente sabe que na vida não é assim."